Página não oficial do Concelho de Castanheira de Pera
Quinta-feira, 28 de Setembro de 2006
Sócios Contestam Direcção do Sport Castanheira de Pera e Benfica

Sócios contestam Direcção do

Sport Castanheira de Pera e Benfica

 

 Com as eleições realizadas há cerca de dois meses, no passado dia 28 de Julho, que reconduziu no cargo de Presidente da Direcção Paulo Correia, sem votos contra; e com uma segunda Lista a ser retirada antes da votação; surge agora uma lista com assinaturas de cerca de 40 sócios que exigem a realização de uma Assembleia Geral para discussão e averiguação de alguns pontos que consideram importantes para o bom desempenho daquela Instituição, como a rectificação das contas referentes ao ano de 2005/2006, as quais foram aprovadas na reunião de 28 de Julho de 2006; a saída de alguns atletas do clube, sendo estes na sua maioria castanheirenses; o facto da Sede se encontrar sempre fechada, e ainda problemas fomentados com alguns sócios do Clube que, segundo estes grupo de sócios, são-no pelo Sr. Presidente da Direcção e não pela Assembleia Geral, órgão que tem poderes para tal.

Quisemos ouvir o Presidente do Sport Castanheira de Pera e Benfica, Sr. Paulo Correia, que numa primeira abordagem nos explicou o que pensava sobre o assunto, remetendo-nos para o final de uma reunião que ontem mesmo, dia 27/09/2006, iria ter lugar na Sede do Clube, para se decidir das atitudes a tomar.

A nosso pedido, o novo contacto surgiu na manhã de 28/09/2006, onde nos foi dito que após a análise feita ás assinaturas apresentadas, e respectivos assuntos explanados; concluiu-se que  a Direcção ontem reunida nada tem a esconder; e achou por bem marcar uma reunião de Assembleia Geral no mês de Outubro, em data ainda a designar, devido á disponibilidade dos actuais Corpos Gerentes.

Um tema a aquecer os dias de espera até á Assembleia Geral do Sport, a acontecer dois meses depois Assembleia que reconduziu o actual Presidente de Direcção, elegendo os novos Corpos Gerentes.

Os actuais Corpos Gerentes são compostos por:

Assembleia-Geral

Presidente: António Manuel Valadas B. Carreira

Vice-Presidente: Alda Maria Neves Delgado Correia

Escrutinador: António Manuel Carvalho Marques

1°Secretário: Pedro Jorge Coelho Henriques Veras

2°secretário:Nathalie Lima Campos

Direcção

Presidente: Paulo Manuel Tavares Correia

Vice-Presidente: António José Dos Santos Carvalho

Tesoureiro: António José Fernandes Alves

1°Secretário: Fernando Manuel Correia Tomás

2°Secretário: Frederico José Santos Teixeira Correia

Suplentes à Direcção

António José Henriques Medeiros

Sertório Conceição Alves Costa

João Manuel Silva Vital

Joaquim Antunes

Vítor Manuel Pimentel Santos Antunes

José Gabriel Simões Rodrigues Martins

Conselho Fiscal

Presidente: Baltazar Silva Lopes

Vice-Presidente: José Domingues Santos Carvalho D. Correia

Revisor: Eduardo Manuel Marques Pereira

Vogal: João Manuel Antunes Lourenço

Vogal: Jorge Manuel Barata Vidal

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

 

 

 



publicado por Filipe Lopo às 15:42
link do post | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006
DIA MUNDIAL DO TURISMO

No próximo dia 27 de Setembro é comemorado o Dia Mundial do Turismo. Neste âmbito, o INATEL está a realizar viagens numa forma de promover o Turismo Interno (numa espécie de “Vá para fora cá dentro); oferecendo as mesmas à população portuguesa que habitualmente não tem possibilidades de fazer ‘turismo’ ou, melhor dizendo, a quem não tem possibilidades de viajar e conhecer novos locais.

Desta feita, as viagens serão integralmente custeadas pelo INATEL, desde a viagem, a alimentação e o alojamento .

Até ao dia 25 de Setembro ás 16H00, quem desejar participar nesta experiência única, deve dirigir-se, em Castanheira de Pera; ao Gabinete da Acção Social ou à Secretaria da Câmara Municipal, e fazer a sua inscrição para uma viagem gratuita de dois dias a Stª Maria da Feira.

Esta viagem tem início no dia 27 e termina no dia 28, havendo um limite de inscrições para 40 pessoas.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 15:28
link do post | favorito
 O que é? |

DOWN ROAD 2006 EM CASTANHEIRA DE PERA

Do site http://katchume-sport.blogspot.com/2006/09/down-road-2006-em-castanheira-de-pra.html, retiramos a noticia anexa, com a devida vénia:

DOWN ROAD 2006 EM CASTANHEIRA DE PERA

0 murmúrios rabiscado em 22 Setembro 2006 por PJ  

[ciclismointernacional] O município de Castanheira de Pêra vai acolher, nos próximos dias 23 e 24, a prova Praia das Rocas – Down Road 2006, em BTT. Este será o segundo evento a nível mundial, num formato iniciado, em 2005, nos Estados Unidos da América.

“O evento apresenta toda a acção desta vez não na terra mas no asfalto num percurso altamente técnico e veloz que proporcionará um grande espectáculo”, adiantou Marco Fidalgo, da organização. Quanto ao cenário da prova, este não será uma estreia para a modalidade, uma vez que “Castanheira de Pêra tem uma longa e velha tradição no Down Hill”, referiu.

O distrito de Leiria estará ainda representado com a participação de cerca de uma dezena de atletas, num total de 55, dos quais se destaca a actual campeã nacional de Down Town, e revelação da última época, a pombalense Áurea Agostinho.
in O MENSAGEIRO



publicado por Filipe Lopo às 13:09
link do post | favorito
 O que é? |

1º DOWNROAD PRAIA DAS ROCAS

 Promovido pela Prazilândia e com a organização de DOWN STREM-Desporto de Aventura; com os apoios do município de Castanheira de Pera e Junta de Freguesia; vai decorrer entre 23 e 24 de Setembro o 1º Downroad entre a Gestosa Cimeira (EN. 236-Cruzamento da Gestosa Cimeira) e a Ponte dos Esconhais (EN 236-Cruzamento da Fiandeira), onde será efectuada as classificações das diversas mangas.

O Programa é o seguinte:

- Sábado - 23 de Setembro

- Chegada dos atletas até às 12H00

- 14H00 - Início das descidas - Freeride na Serra

- 18H00/19H00 - Reconhecimento da pista de Down Road

- Domingo - 24 de Setembro

- 11H00 - início das mangas classificativas

- 14H30m - Semi-final do Down Road

-15H00 - Grande Final Down Road

-16H00 - Entrega de Prémios

 

De Salientar que esta Prova é só para Profissionais, não impedindo no entanto que todos os que desejarem possam assistir a este evento, tomando as devidas precauções

 

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 11:52
link do post | favorito
 O que é? |

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2006
CENTRO LOCAL DE APOIO AO IMIGRANTE

 

Castanheira de Pera tem vindo a ser procurada para acolhimento de gente vinda de vários pontos do globo, com especial incidência para os Países do Leste Europeu e Brasil.

Neste sentido, tornou-se necessário encontrar uma forma de ajudar estes imigrantes a encontrar o apoio necessário quer a nível jurídico, quer a nível pessoal e particular.

Para isso, será inaugurado o C.L.A.I. – Centro Local de Apoio ao Imigrante, no próximo dia 09 de Outubro pelas 15H00, salvo alterações de última hora.

A cerimónia de inauguração será precedida por uma Sessão de boas vindas no Salão Nobre da Autarquia Castanheirense, presidida pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal, Prof. Fernando Lopes e que contará com a presença do Alto Comissário para a Imigração e Minorias Étnicas, entre outras entidades; deslocando-se depois os presentes para o edifício onde funciona o Serviço Social da Segurança Social, a Casa do Povo e a Junta de Freguesia, no final da Rua Silva Bernardes, em frente à Sede do Sport Castanheira de Pera e Benfica.

 

 

Filipe Lopo

   filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 15:43
link do post | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006
Liberdade de Expressão em Causa

APELO EM DEFESA DA LIBERDADE DE CRIAÇÃO

E DE EXPRESSÃO DOS JORNALISTAS

 

O Sindicato dos Jornalistas está a difundir um texto sobre a liberdade de criação e de expressão dos Jornalistas Portugueses, dirigida ao Sr Presidente da Assembleia da República e dos Deputados da Nação.

Junto com o texto, que abaixo reproduzimos; encontra-se o endereço para que todos os interessados podem subscrever, independentemente de serem ou não Jornalistas.

O endereço electrónico onde pode aceder à noticia completa é: http://www.jornalistas.online.pt/noticia.asp?id=4961&idCanal=539

 

APELO EM DEFESA DA LIBERDADE DE CRIAÇÃO

E DE EXPRESSÃO DOS JORNALISTAS


Senhor Presidente da Assembleia da República

Senhores Deputados

Considerando que:

1. A liberdade de expressão e o direito à informação são valores essenciais à dignidade da pessoa e são esteio do próprio Estado de direito democrático;

2. Competindo aos jornalistas a missão de assegurar, em larga medida, o direito dos cidadãos a serem informados através dos meios de comunicação social, deve ser-lhes garantido um espaço de liberdade e independência para que a informação seja livre, isenta e verídica;

3. O exercício responsável do dever de informar só é possível se os jornalistas tiverem garantida a liberdade de criação e de expressão, que constitua anteparo para todas as formas de condicionamento do processo informativo através dos média;

4. Cabe ao Estado garantir as condições indispensáveis à prática de um jornalismo livre e responsável,

Os cidadãos abaixo-assinados – jornalistas e outros autores e criadores nas mais diversas áreas – vêm apelar para que sejam corrigidos os graves atentados aos direitos de criação e de expressão e à própria liberdade de imprensa contidos na Proposta de Lei n.º 76/X/1, que altera o Estatuto do Jornalista, porquanto:

1. Ao consagrar que os jornalistas não se podem opor a “modificações formais introduzidas nas suas obras” pelos seus superiores hierárquicos (Art.º 7.º-A, n.º 4), anula dois direitos fundamentais protegidos pela Constituição da República (artigos 37.º e 38.º) – o direito à liberdade de criação e o direito à liberdade de expressão;

2. Ao conceder expressamente à estrutura hierárquica da redacção a faculdade de alterar, sem consentimento do autor, os trabalhos originais criados, desde que aquela invoque, "designadamente", "necessidades de dimensionamento (...) ou adequação ao estilo" do órgão de informação:

a) Põe em causa a relação de confiança entre o jornalista e as fontes de informação;

b) Legitima a amputação de obras à revelia do autor, com a consequente eliminação de partes

fundamentais das peças, incluindo de depoimentos vitais à compreensão do seu contexto;

c) Legitima a adulteração grave dos originais e do sentido das declarações e dos factos recolhidos;

d) Autoriza a manipulação da informação com meros intuitos mercantis ou de instrumentalização;

e) Abre caminho à censura interna nas Redacções;

3. Ao conferir à entidade proprietária e ao grupo económico em que esta se integra o direito à livre utilização, em todo e qualquer órgão de informação pertencente à empresa ou ao grupo, de obras destinadas ao meio a que o jornalista pertence (Art.º 7.º - B, n.º 3), viola grosseiramente um princípio fundamental do direito de autor, pois está a dar-se protecção legal a uma verdadeira usurpação;

4. Ao legitimar a livre reutilização em diversos órgãos de informação pertencentes ao mesmo grupo económico, contribui de forma decisiva para:

a) Agravar o empobrecimento da diversidade informativa,

b) Estrangular o pluralismo na comunicação social;

c) Aumentar a precariedade e o desemprego entre os jornalistas em resultado da consequente eliminação de postos de trabalho no sector;

d) Transformar a informação num mero produto branco, sem a marca de um autor que responda por ela;

e) Legitimar um verdadeiro atentado aos direitos morais dos autores das obras usurpadas e quiçá contrafeitas;

f) Transformar a informação – um bem essencial – numa mera mercadoria adaptável aos interesses de mercado, susceptível de condicionar as opções dos cidadãos.

Assim, estando postos em causa direitos fundamentais dos jornalistas, dos cidadãos e da comunidade, sacrificados em nome do mero interesse económico dos grupos do sector, os subscritores deste documento:

- Apelam à Assembleia da República para que altere o teor da Proposta apresentada, retirando os atentados à liberdade de criação e de informação que o seu texto contém;

- Manifestam o seu apoio à posição do Sindicato dos Jornalistas ao defender que o novo Estatuto deve constituir um diploma refundador do exercício livre e responsável do Jornalismo e estruturante da liberdade de imprensa
”.

 

 

Filipe Lopo

   filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 10:39
link do post | favorito
 O que é? |

PERCURSO DOS SABUGUEIROS

(porque o Sabugueiro acompanha-nos praticamente ao longo de todo o percurso)

Numa estreita relação entre a Lousitanea (Liga dos Amigos da Serra da Lousã), a Câmara Municipal de Castanheira de Pera e a Prazilândia, E.M., será levado a efeito no próximo dia 15 de Setembro pelas 16H00, na Albergaria O Lagar, a apresentação do “Percurso dos Sabugueiros”, pelo Eng. José Pais e pelo Prof. Paulo Rosa.

Após a apresentação deste percurso, iniciar-se-á uma Caminhada Interpretativa, com o Eng. José Pais; com inicio na Ponte dos Esconhais, numa distância de 2 Km, com duração de cerca de o1H30m e um grau de dificuldade fácil.

Neste Percurso, circular; podem participar todos os interessados de todas as idades e ambos os sexos.

No dia 16, sábado; pelas 17H00, será efectuada uma visita guiada, com concentração junto à Ponte dos Esconhais (perto da Albergaria O Lagar).

Um evento a não perder.

Uma forma diferente de conhecer Castanheira de Pera e a Natureza que nos rodeia.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 10:22
link do post | favorito
 O que é? |

IV MUNDIAL DE FUTEBOL DE RUA

São dois os jovens Castanheirenses que fazem parte da Selecção Nacional de Futebol de Rua e que se encontram em Sobreiro, Mafra, na Aldeia Saloia José Franco; para um estágio de 13 dias, sob a coordenação de João Barnabé (Seleccionador), Eduardo Reis Treinador Adjunto), Pedro Mendes (Fisioterapeuta), Paulo Marques (Director do Projecto) e pela Técnica de Serviço Social Vanda Ramalho.

Os Jovens Márcio Rafael Antunes Pimentel e Eduardo Jorge da Silva Antunes, ambos de Sarnadas, aldeia a norte de Castanheira de Pera, deixaram o seu Concelho no dia 07 de Setembro, pelas 14H00.

Saídos da escola de futebol do clube local, o Sport Castanheira de Pera e Benfica, fazem equipa com seis outros jovens idos de Ponta Delgada (André Filipe Machado Cordeiro de Medeiros), Beja (Nuno Miguel Ventura Correia), Amadora (Rui Manuel Mendes de Oliveira e José Augusto Gomes Correia), Matosinhos (Manuel Gomes da Silva) e Torres Novas (Jorge Miguel Rui Pinheiro).

Portugal participa neste evento desde o ano 2004, em que o Campeonato se realizou na Suécia e Itália se sagrou campeã “e Portugal chegou ao 18º lugar na classificação geral além de se ter sagrado vice-campeão do troféu INSP - "Internacional Network of Streetpapers". No ano passado, em 2005; realizou-se “em Edimburgo (Escócia), onde a Itália voltou a ganhar o campeonato e a equipa portuguesa garantiu o título de "Futebol mais Atraente").

Segundo a “Cais”, entidade que em Portugal é responsável pelo projecto; “o Campeonato Nacional de Futebol de Rua nasceu em Portugal depois do sucesso social da participação portuguesa na segunda edição do Campeonato Mundial de Futebol dos Sem-Abrigo, na Suécia, em 2004”.

Estes jogos têm a particularidade de ter apenas a duração de 14 minutos, divididos por dois períodos de sete minutos cada, podendo ter em campo jogadores de ambos os sexos.

 

Além das equipas serem mistas com jogadores de diferentes idades, os jogos do Campeonato Mundial de Futebol dos Sem-Abrigo disputam-se com apenas quatro jogadores por equipa, num espaço de 18 metros de comprimento por 12 de largura.

Os jogos têm a duração de 14 minutos, divididos em dois períodos de sete minutos

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 10:00
link do post | favorito
 O que é? |

Quarta-feira, 13 de Setembro de 2006
FRAGMENTOS

É o tema da exposição de Pintura em Azulejo a decorrer de 8 a 27 de Setembro, na Casa do Tempo de autoria de Valdemar Silva.

Castanheirense de nascimento, reside actualmente em Alverca, depois de passar por ”Évora, Montemor, e Tomar”; no ano de 1973, iniciando um novo percurso artístico, conjugando “o seu talento como gosto pela arte da azulejaria”.

Com exposições realizadas desde 1993, tem um vasto currículo artístico, quer em exposições individuais, quer colectivas.

Valdemar Silva dá um gostinho de poesia e apresenta-se nesta exposição a decorrer na Casa do Tempo, desta forma:

 

Vou começar

Com alguma emoção.

Chamo-me Valdemar,

Sou o autor da exposição.

 

Nasci nas Sarnadas,

No ano sessenta e dois.

Da Cova das Malhadas

Parti anos depois.

 

Disse adeus à Serra

Viajei por esse País,

Mas naquela Terra

Deixei uma raiz.

 

Por muito lado andei,

Évora, Montemor e Tomar,

Até em Lisboa morei

Mas em Alverca estou a morar.

 

Vou fazer Exposição

Com o titulo Fragmentos

E como recordação

De outros momentos,

 

Retalhos e Memórias

Com ilustrações,

Bocados de histórias

Cheias de emoções.

 

Comecei em noventa e três

Com simples emoção,

Foi a primeira vez

Que fiz exposição.

 

E não parei mais.

Conheci famosos artistas

E até aos jornais

Dei entrevistas

 

Uma exposição a não perder, podendo ser visitada de Terça a Domingo das 14H00 ás 19H00 e das 20H00 às 22H00, com excepção da Segunda Feira, em que está encerrada.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 15:27
link do post | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 8 de Setembro de 2006
ATENÇÂO AO OZONO - CUIDADOS A TER

Devido á sua importância, transcrevemos na integra o teor do Edital Municipal seguinte:

E D I T A L

“Fernando José Pires Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Castanheira de Pera:

Torna público que, segundo Comunicado emitido pela Comissão de Coordenação e de Desenvolvimento Regional do Centro os valores de concentração de ozono registados na Zona Centro Interior onde se inclui o Concelho de Castanheira de Pera, podem provocar danos na saúde humana, nomeadamente nos grupos mais sensíveis da população (crianças, idosos, asmáticos, alérgicos e indivíduos com outras doenças respiratórias ou cardíacas).

Face ao exposto, recomenda-se que sejam adoptados os seguintes procedimentos:

- Redução ao mínimo a actividade física intensa no exterior (sobretudo ao ar livre);

- Evitar outros factores de risco, tais como fumar ou utilizar/contactar com produtos irritantes contendo solventes na sua composição (ex. Gasolina, tintas e vernizes);

- Respeitar rigorosamente tratamentos médicos em curso;

- Recorrer a cuidados médicos, em caso de agravamento de eventuais sintomas.

A exposição a este poluente afecta, essencialmente, as mucosas oculares e respiratórias podendo o seu efeito manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações oculares.

Para geral conhecimento se publica o presente edital e outros de igual teor, que serão afixados nos lugares de estilo.

Castanheira de Pera, 06 de Setembro de 2006

O Presidente da Câmara Municipal
(Fernando José Pires Lopes)”



publicado por Filipe Lopo às 13:19
link do post | favorito
 O que é? |

Rallye Centro de Portugal

De 14 a 16 de Setembro vai realizar-se o Campeonato Nacional de Ralis, que conta para a Taça da Europa Fia de Ralis - Sul/Oeste; passando por Marinha grande, S. Pedro de Moel, Alcobaça, Leiria, Figueiró dos Vinhos Castanheira de Pera e Pedrógão Grande.

Desta feita, na nossa região, os horários são os seguintes:

Dia 16 – Sábado

Figueiró

SS 6 - 11.20

SS 9 – 14.25

Castanheira

SS 7 – 12.05

SS 10 – 15.50

Pedrógão

SS 8 – 12.30

SS 11 – 15.35

 

A organização solicita a todos quantos vão estar nos diversos locais para assistir à prova, para que tenham em conta as medidas de segurança recomendadas.

Os locais de passagem estão assinalados. No entanto sabemos que há sempre alguns aventureiros que na euforia do momento único, colocam em perigo quer a sua segurança quer a de outros.

Para mais informações sobre este evento, ficam os contactos:

Clube Automóvel da Marinha Grande

Morada:
Rua St.ª Isabel, 28-C
Salgueiro
2430 Marinha Grande

Telefone:
+351 244 502212

Fax:
+351 244 502648


Endereço Electrónico

http://www.camg.pt


E-mail:
geral@camg.pt

Filipe Lopo

filipelopo@sapo

 



publicado por Filipe Lopo às 10:04
link do post | favorito
 O que é? |

MIRADOURO - Cabeço do Peão

Quem vai de Castanheira de Pera para a Lousã, ou vice-versa; atravessando a estrada ‘da Serra’, depara com um Miradouro colocado num local estratégico, para o Concelho de Castanheira de Pera; denominado Cabeço do Peão, mais conhecido pelo Miradouro do Alto do Ameal.

Durante anos, este local tem sido ponto de paragem obrigatório para muitos que desejam apreciar a paisagem que envolve Castanheira de Pera, bem como um local de vigilância, por excelência; para os Homens que, durante os meses de Verão, ali passam as 24 horas do dia num constante estado de alerta para que ao mínimo sinal de fumo o alarme seja dado e o possível fogo não passe de uma simples fogueira, mantendo desta forma (em conjunto com os restantes Postos de Vigia) o verde intacto, na Serra Castanheirense, que é, afinal, de todos nós.

Local ermo, sem cobertura, onde todos estão expostos ás altas temperaturas do verão, eis que agora tudo pode ser mais fácil.

È que a Câmara Municipal está a tornar o local mais protegido, dando-lhe uma aparência melhor e tornando-o mais eficaz. Tudo isto porque está a ser colocado no local, uma cobertura em madeira tratada.

Finalmente e após muitos anos depois de ter sido deitado abaixo a cobertura em cimento (já lá vão mais de 30 anos) ali existente, eis que um Presidente da Câmara de Castanheira de Pera, sentiu o apelo de todos os que usam o local.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 09:31
link do post | favorito
 O que é? |

CENTRO CONUMITÀRIO - Actividades do Mês de Agosto

Actividades de Agosto 

Feira Medieval em Castanheira de Pera

 

“Ao dia 5 de Agosto do Ano da Graça de 2006, mandou El-Rey que as gentes desta terra y todo o reyno se reunissem na Praça Visconde de Castanheira de Pera. Ali foram realizadas mui grandes feiras, com os melhores e mais ricos manjares, venda de escravos, jogos e farsas (…)”.

 

Pelo quarto ano consecutivo realizou-se na Vila de Castanheira de Pera a IV edição da Feira Medieval e que contou com a ajuda de muitos figurantes que deram vida a um passado longínquo na recriação de um mercado medieval.

Este ano, o evento realizou-se na Praça Visconde, junto à Câmara Municipal. 5 de Agosto foi o dia escolhido para a Feira e contou com a Dra. Ana Paula Neves e Senhor Padre Joaquim para a sua abertura.

Várias entidades se juntaram na realização desta actividade entre elas o Centro Paroquial, com as valências do Centro Comunitário e ATL, a Santa Casa da Misericórdia, os Bombeiros Voluntários, o Rancho do Coentral “Os Neveiros”, o Rancho União Recreativa Sapateirense, a Prazilândia, e todo um conjunto de voluntários que puseram mãos à obra.

 

Durante toda a tarde passearam-se pela Praça o mais diverso tipo de profissões e classes sociais, homens do povo, clérigos e mercadores. Na edição deste ano contamos com a presença de cinco artesãos das mais diversas especialidades (cestaria, trapologia, cortiça e trabalhos em madeira) e que encantaram os nossos visitantes.

A noite foi marcada pela diversão e pelo cheiro a fêveras, entremeada e sopa que pairava pelo ar. Para terminar a refeição em beleza havia ainda leite-creme, arroz-doce, bolinhos de azeite, mel e compotas dos mais variados sabores.

Como não podia deixar de ser, contamos ainda com a presença do burro Félix, que se mostrou como uma ajuda fundamental na divulgação da Feira, percorrendo as ruas da Vila e satisfazendo as delícias de graúdos e miúdos.

 

Grupo Conviver

 

Como já vem sendo hábito, o Grupo Conviver reúne-se diariamente das 14h às 17h, no espaço do Centro Paroquial. Conviver, partilhar experiências, executar trabalhos manuais são algumas das actividades realizadas pelas nossas utentes. Mas, como a alfabetização é um dos alicerces em que deve assentar qualquer sociedade, o nosso esforço nesse sentido continua. Como tal, o nosso grupo e as utentes da Santa Casa reúnem-se duas vezes por semana (terças e quintas-feiras das 14:30 às 15:30) a fim de aprenderem ou aprofundarem conhecimentos.

Embora a idade traga consigo alterações a nível físico, o corpo e os órgãos têm maior tendência para deixar de funcionar se não se mantiverem activos. Como tal, todas as quartas-feiras as nossas utentes praticam exercício físico, sob a orientação da Prof. Élia David.

Loja Social “O Barretinho”

 

A Loja Social “O Barretinho” funciona de segunda a sexta-feira das 10h30m às 17h. Aqui é possível encontrar vários trabalhos das Instituições Locais. Actualmente temos em exposição para venda os trabalhos realizados pelo ATL, CERCICAPER e Grupo Conviver.

  

Banco de Roupas “O Roupinhas”

 

Graças à colaboração da população castanheirense, o Banco de Roupas “O Roupinhas” continua em funcionamento e a dar resposta às necessidades das pessoas mais carenciadas do Concelho. A dádiva de roupas, calçado, brinquedos e outros artigos são fundamentais para poder levar a cabo a finalidade deste Banco. Sendo assim, contamos o espírito de solidariedade de cada um dos cidadãos em ajudar os mais necessitados, colmatando deste modo as necessidades sentidas a este nível.

 

Festa do Livro e da Multimédia

 

Um pouco mais cedo do que é habitual, este ano a Feira do Livro, designada de Festa do Livro e da Multimédia, irá realizar-se no espaço do Fórum entre os dias 28 de Agosto e 6 de Setembro. O Centro Comunitário em parceria com a Biblioteca Municipal preparou para a comunidade em geral uma semana cheia de actividades e de incentivos à prática da leitura e do gosto pelos livros. Desde contadores de histórias, Karaoke, jogos tradicionais, Pady-paper, atelier de pintura, mímica e balões, entre outras, serão algumas das actividades com que a população poderá contar durante a semana em que a Festa estiver a decorrer, diariamente a partir das 14 horas.

Invista em si, leia mais.

Actividades a realizar:

Comemoração do Dia Mundial do Cancro (20 de Setembro)

 

Equipa Técnica:

Gabriela Antunes; Sofia Alcobia; Eugénia David; Sandra Dinis



publicado por Filipe Lopo às 08:57
link do post | favorito
 O que é? |

Sábado, 2 de Setembro de 2006
Acabaram-se…

Pois foi.

Acabaram-se as férias.

Para alguns até acabaram antes do tempo, não foi? No entanto os poucos dias gozados servem sempre para dar um novo alento para se enfrentarem as contrariedades do dia a dia que, agora, vão retomar a sua actividade.

Nós esperamos retomar a nossa no que diz respeito à actualização semanal do nosso Blog de noticias sobre Castanheira de Pera.

A todos quanto nos escreveram, um muito obrigado pelos vossos email’s de incentivo.

Esperamos continuar a fazer o melhor que pudermos para satisfazer quem vem ao nosso encontro.

Bom.

Acabaram-se as férias… está na hora de voltar ao trabalho.

Um abraço amigo,

P’lo castanheiraemnoticia,

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:50
link do post | favorito
 O que é? |

Festa do Livro e da Multimédia

Vai decorrer entre 28 de Agosto a 06 de Setembro de 2006, a Festa do Livro e da Multimédia no recinto do Fórum Activo, em Castanheira de Pera.

Aberta diariamente a partir das 14H00, numa organização do Centro Comunitário de Castanheira de Pera e da Biblioteca Municipal, esta ‘Festa’ destina-se a toda a comunidade em geral e tem como objectivo a “promoção e divulgação de hábitos de leitura e do livro”.

O programa consta de:

- 28 de Agosto = 14H00 – Abertura da Feira do Livro

= 14H30 – Ana Cabral – Contadora de Histórias

- 29 de Agosto = 14H30 – Jogos Tradicionais

- 30 de Agosto = 14H00 – Atelier de Pintura, Realização de Máscaras

- 31 de Agosto = 14H00 – Peddy-Paper

- 01 de Setembro = 14H00 – teatro de Fantoches, Karaoke Infantil

- 02 de Setembro = 14H00 – Mímica e Balões com Samuel Lopo

= 18H30 – Sessão de Autógrafos com o escritor Fernando José Rodrigues

= 22H00 – Karaoke “Plug and Play”

- 03 de Setembro = 14H00 – Jogos Tradicionais com a União Recreativa Sapateirense

- 04 de Setembro = 14H00 – pinturas Faciais e Atelier de Pintura

- 05 de Setembro = 14H00 – Animação com histórias

- 06 de Setembro = 14H00 – Contador de histórias – Miguel Horta (autor do Livro “Pinok e Baleote”)

=21H30 - Contadores de histórias para Adultos

_____--------------_____

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:49
link do post | favorito
 O que é? |

Nadadores Salvadores versus Praia das Rocas

Quem tem visitado o complexo da Praia das Rocas, em Castanheira de Pera, é unânime em dizer que a segurança tem sido excelente.

Isto no que respeita ao interior da Praia (não nos manifestamos, para já, sobre o exterior), dentro das normas de segurança estabelecidas quanto à presença de um determinado numero de Nadadores Salvadores nos locais de acesso a banhistas.

Como sabemos, onde há água as crianças abundam e os aventureiros também.

A Praia das Rocas não é excepção a estes casos.

Como é do conhecimento de muitos, o castanheiraemnoticia está muitas vezes no recinto observando o que se passa à sua volta.

Foi dessa forma que assistimos a diversas acções onde os Nadadores Salvadores da Praia das Rocas intervieram.

Desde a retirar da água pessoas (crianças, jovens ou mais velhos) em risco, passando pelo simples facto de saberem falar com os banhistas ali presentes, aconselhando-os ou simplesmente conversando com quem os procura.

Por outras palavras: - Dando atenção a quem nos visita e que naquele espaço acaba por passar horas a fio muitas vezes sem falar com outros.

Temos assistido a gestos simples, mas que muito dignifica o grupo dos Nadadores Salvadores.

E não só.

Não podemos nunca esquecer que também eles são uma face visível do Concelho de Castanheira de Pera.

Mas o que nos despertou ainda mais a curiosidade, foram os momentos após o fecho da Praia das Rocas.

Achámos interessante e dignificante que este grupo de Jovens Nadadores Salvadores, depois de um dia inteiro passado debaixo de um sol intenso, quase sempre de pé, olhando e vigiando, cansados fisicamente; tenham energia ainda para no final brincarem entre eles de forma alegre, visivelmente satisfeitos.

Tal atitude mostra que quem faz o gosta, desta forma, vê reflectido no seu trabalho a alegria e capacidade de intervenção na sociedade.

Parabéns amigos.

Continuem a agir dessa forma e concerteza muitos dos que nos visitam levam com eles a recordação de ter tido alguém, simpático, alegre e disposto a ajudar, nos seus momentos de lazer ali passados.

A estes Jovens, Paulo Tomás, Diogo Vidal; André Carvalho; Ricardo e Pedro Rodrigo

fica o sincero obrigado do castanheiraemnoticia pelas atitudes tomadas, sem se aperceberem que ao fazê-lo estão a dignificar todo um Concelho: - Castanheira de Pera.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:47
link do post | favorito
 O que é? |

Férias – Tempo de confusão

È verdade!

Acreditem se quiserem, mas o facto é que Castanheira de Pera vira uma autêntica confusão com a chegada das férias.

Vejam só:

- São os indivíduos mal-educados que a todos faltam ao respeito… porque estão aqui de férias…

- São os turistas que passam por cá e enchem as ruas de papéis de gelado ou sacos de plástico… porque estão aqui de férias…

- São os que nos visitam, aliados aos que de cá são, a não respeitar a sinalização de trânsito … porque estão aqui de férias…

- São os espertos da condução que entram em sentidos proibidos e em rotundas em contra-mão… porque estão aqui de férias…

- São os condutores que aqui chegam e ocupam dois lugares com o seu velho bólide de estimação, impedindo que outros estacionem; ou estacionam sempre em cima dos passeios impedindo a passagem aos peões … porque estão aqui de férias…

-São os que libertinamente lançam uns piropos mal-educados às mulheres que passam (jovens ou não) … porque estão aqui de férias…

- São os que durante a noite se juntam para uns copos, acabando quase sempre com uma forte dor de cabeça na manhã seguinte… porque estão aqui de férias…

Mas apesar de tudo isto acontecer, os benefícios, poucos (?), são sempre melhores:

- Os benefícios para o comércio local.

- A divulgação do Concelho entre gentes de outros locais.

- A obrigação de termos, nós próprios, o concelho como um cartão de visita.

- O conhecimento e partilha de outras experiências.

- As vistas que sempre se vão lavando, com a visão deles ou delas.

Pois é. De facto o tempo de Férias é tempo de confusão.

Mas mesmo assim sendo, com ou sem confusão; elas são necessárias.

As Férias, claro!

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:44
link do post | favorito
 O que é? |

Ambiente Limpo… Por quem?

Castanheira de Pera tem sido muitas vezes usada como exemplo no que respeita à prevenção de incêndios.

Exemplo disso é o podemos ler no Blog de Francisco José Viegas.

Passamos a citar com a devida vénia: -

francisco josé viegas no seu novo blog, http://origemdasespecies.blogspot.com/:

Alguns exemplos autárquicos, colhidos aqui e ali, podem ser excepção, mas confirmam o essencial: que o melhor presidente de câmara, nos tempos que correm, não é aquele que promete que vai fazer ou que ameaça que vai fazer. Pelo contrário: é aquele que sabemos que vai impedir que se faça. «Fazer», na vida autárquica, é relevante demais. Eu quero uma autarquia que previna os fogos no concelho (vejam o exemplo de Castanheira de Pêra), que recolha o lixo a horas, que limpe os passeios, recolha as taxas legais e se preste a deixar as ruas mais seguras. Esta ideia é reaccionária o bastante, eu sei, para o espírito que quer «o progresso da nossa terra», rotundas, construção civil, obras públicas, galpões de zinco e fibrocimento, e que contesta «fundamentalismos ambientais que impeçam um desenvolvimento adequado». Mas acho decente defendê-la. Um candidato que apareça a prometer coisas novas é um candidato para desconfiar. Ao que chegámos.

(O negrito e itálico sublinhado no texto acima é da nossa autoria)

Em que ficamos? Merecemos ou não ter o Concelho que temos?

Mas o que mais nos tem preocupado, tem sido o facto de que por onde tem andado o Grupo de Jovens do “Voluntariado Jovem Para a Floresta – Castanheira de Pera Mais Verde”, pelos caminhos florestais ou mesmo no interior da floresta, se tem encontrado lixo de toda a espécie.

Garrafas de vidro ou plástico, partidas ou inteiras; Papéis grandes ou pequenos; sacos de plástico; móveis partidos ou simplesmente já envelhecidos; brinquedos inteiros ou partidos; colchões … … … … Enfim. Todo um conjunto de porcarias deixadas propositadamente por indivíduos que as não querem no lixo de sua casa e as colocam na Floresta – que é de todos – fazendo dela o maior Caixote de Lixo com tudo a que tem direito.

Afinal quem faz este tipo de despejos?

Numa breve resposta poderemos dizer que TODO o tipo de pessoas. Com ou sem instrução, com ou sem formação… De todos os estratos sociais, sem

qualquer distinção.

Em suma, são geralmente pessoas mal formadas e sem carácter.

Porquê? Porque se limitam a fazer uso de um bem que a todos é essencial, sem dele cuidar, antes pelo contrário, conspurcando-o sempre que podem e com o que podem.

Está mais que na hora de fazer pagar quem tal ‘CRIME’ comete.

Afinal temos uma Floresta limpa, verde, de fazer inveja a muita gente, sem dúvida. Mas tudo isto à custa de quem?

Em que ficamos então?

Merecemos ou não ter o Concelho que temos?

Nós merecemos!

E vós? … …

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:42
link do post | favorito
 O que é? |

Feira Medieval

A 4ª edição da Feira Medieval realizou-se no passado dia 5 de Agosto.

De inicio realizada no Adro da Igreja Matriz e tendo dá sido mudada para a Rua Dr. Eduardo Correia e Largo Manuel Dinis Henriques, a Feira sempre encontrou alguns inconvenientes como o vento e o espaço. Desta feita, a mudança para o recinto frente à Câmara Municipal levou a que muitas das pessoas que visitavam Castanheira de Pera nessa altura e que por ali passavam, parassem e visitassem o local.

A disposição dos participantes - cesteiros, tasquinhas com os habituais comes e bebes, vendedores/as de queijo e frutas, águadeiras, fazedores de brinquedos – todos vestidos a rigor neste local, deu ao centro da Vila a animação desejada, superando um pouco as expectativas criadas.

Apenas um senão: - Das muitas Associações Culturais de Castanheira de Pera, apenas estavam presentes duas (a União Recreativa Sapateirense e o Rancho “Os Neveiros do Coentral com as suas tasquinhas e animação.

Ainda no que diz respeito à participação dos artesãos Castanheirenses, nenhum esteve presente, sendo que os artesãos que participaram neste evento eram todos dos concelhos vizinhos.

- Dá-nos vontade de perguntar se todos os Artesãos e Associações Castanheirenses continuam a merecer as ajudas monetárias ou físicas que lhes são dadas quer pela Câmara Municipal ou pela Junta de Freguesia… que responda quem se atrever! -

De salientar a participação de duas Instituições:

- O Lar de Idosos de Castanheira de Pera, que desde o primeiro ano participa com uma tasquinha onde serve uma saborosíssima sopa (que se esgota em pouco tempo) e com a presença de alguns dos seus Idosos, técnicas e funcionárias, todos vestidos a rigor.

- A Cercicaper, com uma venda de alguns produtos e a respectiva presença de alguns dos seus meninos e técnicas.

De parabéns continua o Centro Comunitário de Castanheira de Pera, que desde o primeiro ano, em que surgiu com a ideia; se tem esforçado na pessoa das suas Técnicas e Voluntários, para que o êxito deste evento seja uma constante.

A presença imprescindível continua a ser a do Félix!

O Burro Félix é sem dúvida a figura que mais interesse desperta ao longo do dia em que a Feira é anunciada pelos ‘Frades’ que percorrem a Vila dando a conhecer o inicio do evento no dia seguinte e quando no dia o Félix está presente para satisfação de miúdos e graúdos. Dá gosto ver a satisfação de uns e de outros, acariciando ou tirando fotos do, ou com o simpático Burro Félix.

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:41
link do post | favorito
 O que é? |

CASTANHEIRA DE PERA MAIS VERDE- Voluntariado Jovem Para a Floresta

O Programa Voluntariado Jovem para a Floresta – Castanheira de Pera Mais Verde, a funcionar em Castanheira de Pera, tem, parece-nos, os dias contados.

Pelo menos é o que nos dá a entender a forma como é gerido, pelos senhores/senhoras que em Lisboa estão sentados nos gabinetes com o ar condicionado ligado, dando ordens sobre assuntos sobre os quais nada conhecem ou percebem, sem se preocuparem com os problemas dos concelhos do interior, que teem problemas bem específicos.

Castanheira de Pera é um pequeno Concelho do interior, situado na Região Centro, bem no seu interior.

Conhecido como pertencendo à Região do Pinhal Interior, este Concelho está inserido e rodeado completamente pela maior mancha florestal da Zona Centro.

Como tal, as acções de Prevenção e Vigilância na Floresta Castanheirense, são uma constante, sendo melhoradas a cada ano que passa, como é cada vez maior a envolvência de meios Humanos, numa clara demonstração da importância que revestem tais acções para este Concelho.

É um Concelho envelhecido, onde a população jovem ronda em média os 433 indivíduos entre os 15 e os 24 anos.

                        = Menos de 14 - 487

                        = Dos 25 aos 64 – 1865

Esta última é a faixa etária mais representativa!

Castanheira de Pera integra desde o ano de 2004, o Projecto/Programa de Voluntariado Jovem Para a Floresta. Programa este em que foi considerado o melhor Concelho, quando ainda em fase de Projecto, participando nele cerca de trinta Jovens Castanheirenses de ambos os sexos, durante a duração total do mesmo.

No ano de 2005, o segundo ano; Castanheira de Pera teve cerca de vinte Jovens desde o seu início até que, por imposição do IPJ-Lisboa, o Programa terminou porque “os Jovens não podiam estar no Programa mais de 15 dias”… …

Algumas atitudes foram tomadas pelo Coordenador deste Programa, em Castanheira de Pera, não esquecendo que se estava em pleno verão e com os incêndios a assolarem o País, em especial a Região Centro; mas nada do que foi feito, ou dito, fez voltar atrás as ‘ordens’ dadas. No Terreno, em plena época de incêndios, Castanheira de Pera ficou sem os seus Jovens Vigilantes Voluntários.

Actualmente, e de novo por imposição do IPJ-Lisboa, os Jovens poderiam repetir mais quinze dias. Desta forma, em Junho, o Programa arrancou com cerca de dez Jovens por um período de um mês. Em Julho, de 01 a 15; estiveram no terreno apenas duas Jovens. De novo a 01 de Agosto entraram 12 Jovens, finalizando o mês sómente nove. No mês de Setembro não se prevê que haja Jovens Voluntários na Vigilância.

O calor continua a apertar. Tudo indica que o mês de Setembro será pródigo em altas temperaturas, mas para quem desconhece a realidade dos concelhos do interior do País, tudo se resume a ordens impostas. Não há a preocupação de se conhecer a realidade do Pais que temos, ou de se conhecer quais as preocupações dos Concelhos do Interior.

Castanheira de Pera tem apostado, e bem; na Vigilância e Prevenção.

Os muitos que desempenham esta missão em Castanheira de Pera, continuam a ser poucos para levar a bom porto tal fardo neste navio.

A pé, de bicicleta ou em veiculo todo-o-terreno, percorrendo 10, 17 ou mesmo 65 quilómetros por dia; pela estrada de alcatrão ou em caminhos no interior da floresta castanheirense, o Grupo de Jovens Castanheirenses Voluntários que teem integrado este Programa demonstram bem o seu espírito de sacrifício e abnegação em relação ao concelho onde nasceram e vivem. Todos sem excepção desejam continuar a ver esta Serra pintada de vários tons de verde, com tudo a que ela mesma tem direito: - À Vida.

Apesar dos Jovens Voluntários não estarem já em Setembro no Terreno, o castanheiraemnoticia endereça desde já o seu sincero agradecimento a todos quanto teem feito parte deste excelente grupo de trabalho.

Obrigado amigos!

Como alguém disse um dia: -“Os Fogos de Verão combatem-se no Inverno”. Parece-nos no entanto que esta tão bonita frase, não passa disso mesmo: - Uma bonita frase… …… sem efeitos práticos.

O Programa “Voluntariado Jovem Para a Floresta”, corre mesmo o sério risco de acabar, se tudo continuar como está.

Castanheira de Pera, ou outros concelhos como este, não merecem que tal aconteça.

Filipe Lopo

filipelopo@sapo



publicado por Filipe Lopo às 07:39
link do post | favorito
 O que é? |

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Novo endereço - http://ca...

AS SUAS NOTICIAS - O NOSS...

25 de ABRIL de 1974 - 36º...

OS PERIGOS DA INTERNET

VIOLÊNCIA EM DEBATE

CASTANHEIRA DE PERA RECEB...

CARTA DE UMA MÃE PARA OUT...

CORO DE SANTO AMARO DE OE...

TOMADA DE POSSE DOS ELEIT...

DISCURSO DO PRESIDENTE DA...

TOMADA DE POSSE DOS ELEME...

HOJE ESTOU DANADO

ACTO ELEITORAL NA FREGUES...

FUTEBOL DE RUA – ÉPOCA 20...

APANHA DE SEMENTES – PROJ...

GNR de Pombal apreendeu m...

CANYONING - Ribeira de Qu...

“DEUS ABENÇÕE OS PAIS MAU...

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES A...

DISTRIBUIÇÃO DE MANDATOS ...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 200...

EXPOSIÇÂO NA CASA DO TEMP...

Há Festa em Castanheira d...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS EM C...

PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA ...

PARTIDO SOCIALISTA - CAND...

"PAISAGENS" EXPOSIÇÃO FOT...

EXPOSIÇÃO DE MOTORIZADAS ...

Iº Torneio de Vólei Praia...

DUAS LUAS A 27 DE AGOSTO ...

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

DIA INTERNACIONAL DA JUVE...

Dia 15 de Agosto a RTP ch...

PSD candidata presidente ...

CASTANHEIRA DE PERA - PS ...

04 de Julho de 2009 - Dis...

04 de Julho de 2009 - Dis...

Festa do Livro volta à Pr...

COMEÇOU A CAMPANHA ELEITO...

JS não integra lista do P...

ULTIMA HORA - MINISTÉRIO ...

PEDIDO DE DESCULPA

CANDIDATO À AUTARQUIA CAS...

95º ANIVERSÁRIO DE CASTAN...

APRESENTAÇÃO DE 70 NOVAS ...

PASSEIO PEDESTRE, ESCONHA...

Stº ANTÓNIO DA NEVE - C...

Memórias do Antigamente l...

XII FESTIVAL DE FOLCLORE ...

TRIANGULACOES de JOSÉ POR...

arquivos

Janeiro 2011

Abril 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

tags

todas as tags

links
Paralaxe

VISITAS

Estadisticas web
blogs SAPO
Pesquisa
 Busca e Pesquisa Evangélica