Página não oficial do Concelho de Castanheira de Pera
Quinta-feira, 30 de Novembro de 2006
ÚLTIMA HORA - Tomada de Posição da Câmara de Castanheira de Pera

 A Câmara Municipal de Castanheira de Pera, tomou hoje mesmo uma posição oficial, durante a discussão do assunto que nos últimos dias tem aquecido a opinião pública Castanheirense e Concelhos vizinhos a Norte do Distrito de Leiria, sobre a “Reestruturação da Rede de Serviços de Urgência/Encerramento dos SAP”.

Pela sua importância e necessidade de que todos os cidadãos residentes em Castanheira de Pera, ou que dele fazem parte e residem fora, tenham conhecimento da posição tomada pelo Órgão Supremo Castanheirense, transcrevemos na integra o texto saído da reunião de Câmara, realizada hoje mesmo, dia 30 de Dezembro de 2006, abstendo-nos de qualquer comentário.

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

 

 

PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA

 

1 – Reestruturação da Rede de Serviços de Urgência/Encerramento dos SAP

 

DELIBERAÇÃO:

-         Atento ao período de discussão pública da “Proposta de Rede de Urgências”, elaborada pela Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências;

-         Atento às ilações retiradas da discussão deste assunto em reunião ordinária da Câmara Municipal de 09 de Novembro corrente e em reunião extraordinária da Assembleia Municipal de 15 de Novembro corrente, respectivamente;

-         Considerando que:

-                     Castanheira de Pera é um concelho onde se registam grandes oscilações de população, quer pela existência de um elevado número de segundas habitações e/ou pelas visitas regulares efectuadas essencialmente pelas gerações mais novas a familiares que aqui continuam a residir, quer por motivos turísticos, se atendermos ao facto de, apenas no que concerne à Praia Fluvial das Rocas, o concelho ter recebido nas duas últimas épocas balneares visitantes que ultrapassaram em número dezenas de vezes o total da população residente;

-                     A Proposta apresentada revela algumas lacunas, designadamente o facto de não ter em linha de conta a grande mobilidade que se regista na sociedade actual, originando em algumas localidades uma enorme vaga de população flutuante, como acontece em Castanheira de Pera;

-                     Actualmente o Centro de Saúde de Castanheira de Pera detém Serviço de Urgências apenas entre as 14h.00 e as 20h.00 de segunda a sexta-feira e entre as 08h.00 e as 20h.00 aos sábados, domingos e feriados;

-                     Após as 20h.00, este Município se encontra abrangido pelo Serviço de Atendimento Permanente do Centro de Saúde de Figueiró dos Vinhos que, de acordo com a Proposta de Rede de Serviços de Urgências apresentada, será um dos serviços a encerrar;

-                     No documento em discussão são indicados apenas dois Serviços Básicos de Urgência para toda esta região: o Hospital Distrital de Pombal e o Centro de Saúde da Sertã;

-                     Apesar de não estarem definidas as áreas de influência, a referida Proposta induz no sentido de que as populações actualmente servidas pelo SAP de Figueiró dos Vinhos, como é o caso de Castanheira de Pera e Pedrógão Grande, serão encaminhadas para o Serviço de Urgência Básica a estabelecer no Centro de Saúde da Sertã;

-                     Esta alteração, a verificar-se, é lesiva dos interesses destas populações, pois, ao invés de reduzir  a acessibilidade em tempo útil aos cuidados necessários”, aumentará significativamente a mesma que, no caso de Castanheira de Pera e apenas no respeitante ao serviço de urgência básica, passará de cerca de 15 km para 38 km, ou seja, de cerca de 15 para 40 minutos;

-                     Em caso de necessidade de encaminhamento para um nível de urgência superior, ainda que o mesmo se faça para o Centro Hospitalar de Coimbra, este implicará uma deslocação duas vezes superior à actual, quer em termos de número de quilómetros percorridos (cerca de 144 km contra os actuais 68 km), quer em termos de tempo despendido;

-                      A concretizar-se o exposto, inverter-se-á parcialmente a circulação face ao actual eixo rodoviário IC8 e IC3, na rota para o Centro Hospitalar de Coimbra e Hospitais da Universidade de Coimbra, obrigando os utentes a deslocarem-se em sentido contrário, prolongando o seu sofrimento e, muitas das vezes, colocando a sua segurança e até mesmo a sua vida em risco;

-                     Se, numa lógica de redistribuição e rentabilização de recursos, for impreterível o encerramento do SAP de Figueiró dos Vinhos, a alternativa deverá pautar-se por critérios que, não só reduzam ao mínimo as implicações negativas junto da população, como melhorem sensivelmente os meios de diagnóstico e tratamento ao dispor das mesmas, critérios estes que não serão satisfeitos de forma alguma com a solução, aparentemente, encontrada pela já mencionada Comissão;

-                     A experiência de muitos anos de bons serviços prestados à comunidade desta região, revela o Hospital do Avelar – Fundação Nossa Senhora da Guia como sendo, de longe, aquele que melhor e mais facilmente cumpriria esse papel face, não só à sua situação geográfica (eixo rodoviário IC8 e IC3), como também à capacidade humana e técnica já aí instalada, cuja adaptação a novas exigências estaria certamente facilitada;

-                     Um eventual protocolo com a Fundação Nossa Senhora da Guia, poderia garantir uma gestão eficiente de recursos, sem descurar a qualidade e celeridade dos serviços prestados, abarcando todos os cinco concelhos do Norte do Distrito de Leiria (Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande), que, no seu somatório, totalizam cerca de 40.000 habitantes, sem considerar a mobilidade sazonal que se regista em alguns municípios, provocando um aumento significativo da população durante algumas épocas do ano, como é o caso de Castanheira de Pera;

 

A Câmara Municipal de Castanheira de Pera delibera por unanimidade:

-                     Manifestar total repúdio e rejeitar liminarmente a indigitação do Centro de Saúde da Sertã como ponto de rede para servir a população deste Concelho ao nível do Serviço de Urgência Básica

-          Propor, na impossibilidade de manutenção do SAP de Figueiró dos Vinhos, como a única solução credível e consentânea com o enquadramento local e as necessidades das populações, a celebração de um protocolo com a Fundação Nossa Senhora da Guia – Hospital Avelar para que aí seja estabelecido um ponto de rede ao nível do serviço de urgência básica para a população dos cinco concelhos do norte do Distrito de Leiria (Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande);

-          Exigir a manutenção dos actuais serviços prestados pelo Centro de Saúde de Castanheira de Pera, prorrogando o horário de funcionamento, se possível, até às 22h.00, durante os sete dias da semana, e reforçando os meios técnicos e, principalmente, humanos por forma a evitar as falhas que sistematicamente se têm vindo a registar por falta de pessoal médico;

-          Dar conhecimento desta posição, para os devidos efeitos, à Assembleia Municipal de Castanheira de Pera, ao Ministério da Saúde – Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências, à Administração Regional de Saúde do Centro, ao Governo Civil do Distrito de Leiria, ao Centro de Saúde de Castanheira de Pera, à Associação Nacional de Municípios Portugueses e aos Municípios de Alvaiázere, Ansião, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

 

 



publicado por Filipe Lopo às 16:32
link do post | favorito
 O que é? |

Gestos de Solidariedade

Discoteca TWINS recebe a CERCICAPER

 

No próximo dia 05 de Dezembro do corrente ano, a CERCICAPER – Cooperativa para a Educação de Cidadãos Inadaptados de Castanheira de Pera, CRL -  vai levar trinta e seis Jovens do Centro Ocupacional à Discoteca Twins, em Pedrógão Grande, onde passarão uma tarde de diversão e alegria.

Estes Jovens, portadores de deficiência mental grave ou profunda, vão já no quarto ano consecutivo em que Pedro Silva, proprietário da Twins; “… que com este gesto proporciona aos nossos jovens uma experiência única e inesquecível”.

È de relembrar que a Discoteca irá funcionar propositadamente para receber estes Jovens, sendo que os funcionários da mesma se disponibilizam a estar presentes, oferecendo-lhes eles mesmo o serviço que efectuam durante as noites de abertura normal.

Para estar presentes neste dia, foram ainda convidados pela CERCICAPER, os alunos da Turma de currículos alternativos da EB 2,3 de Castanheira de Pera e os utentes do Centro de Actividades Ocupacionais da Santa Casa de Figueiró dos Vinhos.

A Direcção da CERCICAPER, não esquece o gesto de amizade e solidariedade que durante estes últimos quatro anos Pedro Silva, e seus funcionários; tem demonstrado para com esta Instituição Castanheirense “… agradecendo publicamente de forma simples este gesto”.

Da nossa parte, tendo já sentido e visto a alegria que estes Jovens em anos anteriores demonstram, não se inibindo de deixar que livremente se soltem as suas emoções; resta-nos desejar a todos um dia cheio de alegria e sorrisos bonitos.

À Twins, os nossos sinceros parabéns pela sua atitude.

 

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 14:42
link do post | favorito
 O que é? |

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2006
O SAP da Discórdia

- S. A. P. –

SERVIÇO DE ATENDIMENTO PERMANENTE

ou UMA FERIDA ABERTA A NORTE DO DISTRITO?

 

Encontra-se em fase de discussão pública (até final de Novembro) a Proposta da Rede de Serviços de Urgências.

No documento em discussão são indicados apenas dois serviços Básicos de Urgência para toda esta Região: o Hospital Distrital de Pombal e o Centro de Saúde da Sertã.

A proposta apresentada, induz no sentido de que as populações actualmente servidas pelo SAP de Figueiró dos Vinhos, como é o caso de Castanheira de Pera, serão encaminhados para o Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde da Sertã.

Esta proposta, ao verificar-se, torna-se lesiva para as nossas populações.

Assim, levando em ‘mão própria’, a Srª Vice Presidente do Município de Castanheira de Pera, Drª Ana Paula; entregou ao Dr. Regateiro, Director da ARS-Centro, as assinaturas recolhidas pelo “Abaixo-Assinado”, em reunião tida na Sede ARS em Coimbra, no dia 27 do corrente mês; onde manifestou pessoalmente a posição do Município de Castanheira de Pera, sendo nisso acompanhada pelos restantes representantes dos Municípios de Alvaiázere, Ansião, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

Numa reunião inconclusiva, onde simplesmente foi ‘prometido’ pelo Director da ARS-Centro que o assunto iria ser analisado e ponderado, visto que ainda estão abertas todas as possibilidades, prevendo-se que a resposta ás aspirações dos cinco Municípios ali representados, e em particular do de Castanheira de Pera; possa surgir ainda até ao final de 2006.

Tal como consta do texto “Proposta de Rede De Serviços de Urgências – Abaixo-Assinado”, “É que, ao contrário do que se possa pensar, estes processos envolvem muito mais que meros documentos, reservam principalmente laços de confiança, segurança e, até mesmo, de afectividade, resultado de gerações de relacionamentos que, sem dúvida, se reflectirão negativamente na evolução da situação clinica dos utentes.”... ...“Se, numa lógica de redistribuição e rentabilização de recursos, for impreterível o encerramento do SAP de Figueiró dos Vinhos, a alternativa deverá pautar-se por critérios que, não só reduzem ao mínimo as implicações negativas junto da população, como melhorem sensivelmente os meios de diagnóstico e tratamento ao dispor das mesmas, critérios estes que não serão satisfeitos de forma alguma com a solução, aparentemente, encontrada”...

Vamos esperar que o bom senso prevaleça nesta situação.

Vamos sinceramente esperar que as decisões políticas não se sobreponham ás necessidades das Populações envolvidas.

Que os únicos prejudicados, o Povo; não o seja mais, e que o pesadelo sentido há alguns anos atrás quando se colocou de parte a possibilidade de ser construído um SAP (Serviço de Atendimento Permanente) no Nó da IC8, devido aos ‘interesses políticos de alguns’, não se repita agora com este assunto, que mais parece um pesadelo para a População de Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

 

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 13:40
link do post | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 27 de Novembro de 2006
Serviços de Saúde Fecham Em Castanheira de Pera

Não é novo e já era hábito escutar-se alguém dizer que “qualquer dia isto fecha”, referindo-se ao Serviço de Urgências em Castanheira de Pera.

Após a abortada tentativa de se construir um SAPServiço de Atendimento Permanente – no Nó da IC8, por decisões politicas e particulares (Veja-se o que foi escrito na altura nos Jornais da nossa Região, e no debate na Rádio Condestável), construíram-se ou melhoram-se as instalações dos Centros de Saúde de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, gastando-se na época alguns milhares de contos, inaugurando-se os respectivos edifícios com pompa e circunstância pela Ministra da Saúde da altura, para depois não existir o denominado SAP.

Digo não existir, porque todos nós sabemos de que forma os mesmos funcionavam na nossa região.

Agora, o mais temido está a acontecer:

- Vão fechar os Serviços de Urgência  do Norte do Distrito de Leiria, Castanheira de Pera será um dos Serviços a fechar e acabar.

Com toda esta situação, e a julgar pelo que se sabe, e é pouco; os doentes em estado e condições de urgência serão transportados para a Sertã, e daí se necessário, encaminhados para Castelo Branco, sendo que um novo reencaminhamento para Coimbra não está fora das cogitações de quem em nós “manda”, fazendo o doente cerca de “332km, contra os actuais 68 km”.

Neste sentido, está a ser efectuada uma recolha de assinaturas junto à população de Castanheira de Pera, com o texto que aqui reproduzimos na integra colocado a circular por um Movimento Civico, constituido por um Grupo de Cidadãos castanheirenses, com apoio da Câmara Municipal de Castanheira de Pera:

 PROPOSTA DA REDE DE SERVIÇOS DE URGÊNCIAS

Abaixo-Assinado

 

Atento ao período de discussão pública da “Proposta de Rede de Urgências”, elaborada pela Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências, na parte respeitante aos municípios do Norte do Distrito de Leiria em geral e ao Município de Castanheira de Pera em particular, vimos expor o seguinte:

 

É legítimo e imperioso que as populações rejeitem algumas das propostas preconizadas no processo denominado de Requalificação das Urgências do Serviço Nacional de Saúde, porquanto as consideram lesivas dos direitos e interesses das mesmas e que, em última instância, podem colocar em causa o bem mais precioso que possuem: A VIDA.

Sendo a mesma intimamente relacionada com a Saúde, um dos direitos fundamentais de cada cidadão, torna-se forçoso tomar as medidas adequadas para sua defesa.

É surpreendente que se tente justificar a deslocação do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) actualmente mais próximo do município para outros concelhos invocando razões “de melhorar a resposta às necessidades da maioria da população” e "de acessibilidade em tempo útil aos cuidados necessários" para, imediatamente a seguir, contradizendo e pulverizando estes argumentos, propor a sua localização, ao que tudo indica, na Sertã, exactamente um concelho que representará um afastamento significativo relativamente, não só no acesso aos Serviços de Urgência Básicos (SUB), mas também a um Hospital Central com capacidade para efectuar o diagnóstico e tratamento de situações mais delicadas e/ou de maior risco (SUP).

 

 

 

Assim, considerando que:

-         No documento em discussão são indicados apenas dois Serviços Básicos de Urgência para toda esta região: o Hospital Distrital de Pombal e o Centro de Saúde da Sertã;

-         Apesar de não estarem definidas as áreas de influência, a proposta apresentada induz no sentido de que as populações actualmente servidas pelo SAP de Figueiró dos Vinhos, como é o caso de Castanheira de Pera, serão encaminhadas para o Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde da Sertã;

-         Esta alteração, a verificar-se, é lesiva dos interesses destas populações, pois, inversamente ao móbil “de melhorar a resposta às necessidades da maioria da população”, provocará o “desenraizamento social” dos utentes cujo processo clínico se encontra no CHC ou nos HUC e que, seguramente, representam a quase totalidade dos habitantes destes concelhos. É que, ao contrário do que se possa pensar, estes processos envolvem muito mais que meros documentos, reservam principalmente laços de confiança, segurança e, até mesmo, de afectividade, resultado de gerações de relacionamentos, que, sem dúvida, se reflectirão negativamente na evolução da situação clínica dos utentes.  

-         Por outro lado, ao invés de reduzir  a acessibilidade em tempo útil aos cuidados necessários”, aumentará significativamente a mesma que, no caso de Castanheria de Pera e apenas no respeitante ao serviço de urgência básica, passará de 15 km para 38 km, ou seja, de cerca de 15 para 40 minutos;

-         Em caso de necessidade de encaminhamento para o nível seguinte de urgência (SUMC), o mesmo far-se-á, presumivelmente,  para o Hospital Amato Lusitano em Castelo Branco que, caso se revele insuficientemente dotado para prestar os “cuidados adequados”, fará o reencaminhamento para o Serviço de Urgência Polivalente do Centro Hospitalar de Coimbra,

 

     representando uma deslocação que no total rondará os 332 km,

    contra os actuais 68 km;

-         A concretizar-se o exposto, inverter-se-á totalmente a circulação face ao actual eixo rodoviário IC8 e IC3, na rota para o Centro Hospitalar de Coimbra e Hospitais da Universidade de Coimbra, obrigando os utentes a deslocarem-se em círculo, prolongando o seu sofrimento e, muitas das vezes, colocando a sua segurança e até mesmo a sua vida em risco;

-         Se, numa lógica de redistribuição e rentabilização de recursos, for impreterível o encerramento do SAP de Figueiró dos Vinhos, a alternativa deverá pautar-se por critérios que, não só reduzam ao mínimo as implicações negativas junto da população, como melhorem  sensivelmente os meios de diagnóstico  e tratamento ao dispor das mesmas, critérios estes que não serão satisfeitos de forma alguma com a solução, aparentemente, encontrada;

-         A experiência de muitos anos de bons serviços prestados à comunidade desta região, revela o Hospital Nossa Senhora da Guia - Avelar como sendo, de longe, aquele que melhor e mais facilmente cumpriria esse papel face, não só à sua situação geográfica (eixo rodoviário IC8 e IC3), como também à capacidade humana e técnica já aí instalada, cuja adaptação a novas exigências estaria certamente facilitada;

-         Um eventual protocolo com a Fundação Nossa Senhora da Guia, poderia garantir uma gestão eficiente de recursos, sem descurar a qualidade e celeridade dos serviços prestados, abarcando todos os cinco concelhos do Norte do Distrito de Leiria (Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande), que, no seu somatório, totalizam cerca de 40.000 habitantes, sem considerar a mobilidade sazonal que se regista em alguns municípios, provocando um aumento significativo da população durante algumas épocas do ano, como é o caso de Castanheira de Pera;

 

Vimos, pelo presente, manifestar o nosso total repúdio e rejeitar liminarmente a indigitação do Centro de Saúde da Sertã como ponto de rede para servir a população deste Concelho ao nível do Serviço de Urgência Básica e propor, na impossibilidade de manutenção do SAP de Figueiró dos Vinhos, como a única solução credível e consentânea com o enquadramento local e as necessidades das populações, que o mesmo seja estabelecido no Hospital Nossa Senhora da Guia – Avelar.

 

Pelo Direito à Saúde!

Pelo Direito à Vida com Qualidade!

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

 



publicado por Filipe Lopo às 11:40
link do post | favorito
 O que é? |

PEDITÓRIO - BOMBEIROS VOLUNTÀRIOS

BOMBEIROS VOLUNTÀRIOS

 

Está a decorrer até ao dia 15 de Dezembro 2006, o já habitual “Peditório” efectuado pelos Bombeiros Voluntários de Castanheira de Pera.

Conhecendo as dificuldades em que vive esta Associação Humanitária, conhecendo o esforço com que todos os anos emprega na defesa e prevenção da nossa floresta, este é o momento em que todos podemos retribuir um pouco da nossa gratidão e solidariedade também para com quem nos ajuda e socorre em alturas criticas.

O “Peditório” está na rua e, nas nossas mãos, está a oportunidade de corresponder, ajudando.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 11:39
link do post | favorito
 O que é? |

Estágio de Down Hill e Free Ride

Transcreve-mos na integra o texto que nos foi enviado pelo atleta de Down Hill, Marco Fidalgo, devido ás actividades a decorrer entre 17 e 22 de Dezembro em Castanheira de Pera:

Estágio de DH & FR - Praia das Rocas | Marco Fidalgo | BERG | SPORT ZONE

De 17 a 22 de Dezembro de 2006 @ Down Hill & FreeRide no centro de Portugal. 

O Atleta profissional de Down Hill Marco Fidalgo do Team BERG CYCLES | SPORTZONE promove já pelo segundo ano consecutivo o Estágio de DH & FR- Praia das Rocas | Marco Fidalgo | BERG | SPORT ZONE “07″.

Este acontece já entre os dias 17 de Dezembro a 22 de Dezembro de 2006 onde a grande novidade é estar presente a simpática vila de Castanheira de Pêra e a Praia das Rocas que estão assim ao lado do Mountain Bike nacional sendo igualmente a imagem de fundo para a cor, adrenalina e atmosfera que acontecerá durante estes grandes e espectaculares 6 dias de acção, atitude, técnica, velocidade, treino intensivo entre outros pormenores que estarão ao dispor dos 18 atletas nacionais.

Sendo a única iniciativa a nível nacional e mundial com tantos dias seguidos mais uma vez todo o grupo de trabalho que é responsável por este evento está empenhado em criar mais e melhores condições para todos os atletas presentes, por isso Marco Fidalgo providenciou todo um conjunto de soluções e acções que não deixarão ninguém indiferente desde á imprensa em geral até aos atletas que estarão presentes no Estágio. Todas as informações relativas ao Estágio são da responsabilidade de Marco Fidalgo e dos Atletas que estarão presentes havendo então comunicação internamente, no entanto Marco Fidalgo este ano levará os atletas a novos trilhos e a novos espaços privados que não são do conhecimento geral de quem pratica Down Hill e FreeRide estando estes classificados como uma grande valia para quem evolui e quer evoluir nesta área desportiva.

O Estágio de DH & FR - Praia das Rocas conta com a Colaboração Oficial da Federação Portuguesa de Ciclismo - www.uvp-fpc.pt  sendo organizado por a Down Stream. 

Parceiros: Câmara Municipal de Castanheira de Pêra, Praia das Rocas, Berg Cycles e Sport Zone, a BIKE MAGAZINE é a revista oficial deste Estágio de DH & FR – Praia das Rocas 

  

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 11:38
link do post | favorito
 O que é? |

Aventura e Emoção

A Trans Serrano – formação e serviços na natureza, Lda, divulgou o seu calendário de actividades diversas a realizar durante o mês de Dezembro.

Desta forma teremos em Castanheira de Pera, no próximo dia 9,sábado: CANYONING – Ribeira de Quelhas – Serra da Lousã / Castanheira de Pera

Actividade que envolve a descida a pé da Ribeira das Quelhas, com recurso a saltos, descidas em rapel e travessias por dentro de água. As Quelhas é uma ribeira básica, com um troço curto e adequado para iniciação na actividade. Tem 6 rapéis interessantes com cerca de 14 a 20 metros. Tem também alguns saltos pequenos para a água e, em certos locais, é necessário realizar pequenos destrepes. Recomenda-se experiência anterior com a actividade ou pelo menos com rapel. Tipo de percurso: Linear. Duração: 4/5h. Local de encontro: junto rotunda que tem a nora, à entrada de Castanheira de Pêra, pelas 9h30. Preço: 30 Eur/pax. Inclui o equipamento pessoal (fato completo de neoprene, capacete, arnês, etc.), seguros e enquadramento por monitores experientes”.

E no dia 17 (domingo) CAMINHADA: “Nas Quelhas da Neve” – Castanheira de Pera

“Caminhada que se desenvolve ao longo de impetuosas e selvagens ribeiras de montanha, onde se cruzam granitos e xistos que acidentaram a paisagem transformando-a num fraguedo quase inacessível, adornada de azinheiras e azevinhos que se penduram das rochas, ao abrigo das águas apressadas que formam impressionantes quedas de água na sua descida da Serra da Lousã. Este passeio inclui a ascensão e visita ao St. António da Neve (1193m), onde ainda se encontram os antigos neveiros reais. Os Carvalhos-alvarinhos e os Castanheiros também se destacam nesta região pela dimensão de alguns dos seus exemplares e pelos bosquetes que remanesceram de outros tempos. Com cerca de 10 Km e traçado circular, este percurso apresenta declives muito acentuados numa parte do trajecto. O grau de dificuldade varia, portanto, de baixo a elevado. Ponto de encontro: Castanheira de Pêra, na rotunda da entrada que tem a nora gigante, às 9h30. Duração: 5h. Preço: 10 Eur/pax. Inclui guia e seguros. Esta caminhada tem incluído uma plantação de árvores autóctones por cada participante. O custo da árvore está englobado no preço da actividade e envolve um donativo a uma Associação de Conservação da Natureza, a Lousitânea. Tem como objectivo a reflorestação autóctone da Serra da Lousã”.

Quem desejar obter informações detalhadas, pode contactar a Trans Serrano através de:

- tel / fax 235 778 938; telem 966 217 787 / 969 840 055 e pelo endereço electrónico: - geral@transserrano.com, ou consultar o site http://www.transserrano.com/index2.html  ou directamente http://www.transserrano.com/calendario.html

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 11:37
link do post | favorito
 O que é? |

Gestos Esquecidos

"GESTOS ESQUECIDOS"

romance  de

 Fernando José Rodrigues

 (Oficina do Livro, 2006)

  

Decorreu no passado dia 28 de Outubro, pelas 17H00; a apresentação do livro “Gestos Esquecidos”, no “SOM da TINTA”, em Ourém; de  Fernando José Rodrigues, autor e escritor com raízes em Castanheira de Pera.

A apresentação do livro foi efectuada de forma diferente do habitual, existindo uma interactividade entre o autor, na leitura e apresentação da obra, conjugado com a musica de Nuno Ricardo Matos (Ricky) – Guitarra eléctrica, Gomes - Percussão, Voz, Harmónica, Programação Electrónica e Rui Freitas(Palmeira) – Guitarra acústica.

Fica um breve resumo de “GESTOS ESQUECIDOS”, pelo autor:

“Portugal, anos 80. Virgílio é militante operacional das Forças Populares – 25 de Abril. Numa das acções revolucionárias em que participa mata José Trinan, empresário do Norte, e fere gravemente uma das filhas. João Pedro, filho de Virgílio, só aos 18 anos toma conhecimento, pela voz de um juiz, das actividades do pai.

Mais tarde, quando decide partir em busca das suas raízes, o seu caminho cruza-se com o de Dulce, filha de José Trinan. Depois de viverem dias de paixão intensa, João Pedro decide contar-lhe toda a verdade. E tudo muda a partir daí

 

Gestos Esquecidos é um romance que nos apresenta um retrato fiel de uma época muito peculiar do Portugal contemporâneo e nos recorda como são indefiníveis os limites desse território misterioso que é o amor.”

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 11:35
link do post | favorito
 O que é? |

Segunda-feira, 20 de Novembro de 2006
504 Velas – Um Bolo Gigante

A 15 de Novembro de 1502 um conjunto de habitantes da Ribeira de Pera firmaram no Cabido de Coimbra, um contracto de fundação da Freguesia de S. Domingos”.

Desta forma, A Freguesia de S. Domingos da Castanheira, completa a 15 de Novembro de 2006, sem pompas desnecessárias; a bonita idade de 504 anos!

Um Bolo Gigante, onde as velas ora se apagam ora se acendem, com as alegrias e dissabores passageiras da vida.

Por ser de interesse histórico, deixamos uma breve nota Histórica:

- “Segundo a tradição oral, consta que D. Martinho Pires, sendo Bispo de Coimbra em 1398, visitou seu irmão Brás Pires, residente no lugar da Moita.

Aproveitando a presença do cunhado, a mulher de Brás Pires solicitou-lhe a criação de uma Freguesia, ao que o Bispo respondeu que não pedira coisa pouca”

É certo que a fundação da Freguesia só se dá um século depois, mas é erguida provavelmente por essa altura a ermida de S. Domingos, no local onde existe hoje a Igreja Matriz.

… …

A construção da ermida naquele lugar deve-se ao facto de segundo a lenda, ter aparecido uma imagem de S. Domingos quando uma pastora por ali apascentava o seu rebanho.

Esta Lenda é descrita por Frei Luís de Sousa na sua ‘história do S. Domingos’ escrita em 1623.

-O Bispado de Coimbra tem a mesma invocação… a Freguesia de S. Domingos da Castanheira, na Ribeira de Pera… e foi a razão de se edificar aqui, que andando uma minina guardando o gado, deu com a imagem de vulto entalada entre dois penedos. E sem saber de que santo era nem se era de santo, com santa simplicidade, continuava a fazer oração diante d’ela. Vindo à noticia dos vizinhos e moradores da Ribeira, acudirão a vê-la, e achando que era S. Domingos, nos sinais e no hábito, e insígnias que trazia consigo, edificaram-lhe, no mesmo lugar, huma pequena Ermida na qual fundarão depois a Freguesia. Porque, como da Ribeira a Pedrógão de onde eram freguezes há duas grandes léguas, e de fragoso caminho, aproveitarão-se da comodidade, alargando a Ermida

 

- A Freguesia de S. Domingos - Castanheira de Pera /de Kalidás Barreto)

 

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 16:08
link do post | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 17 de Novembro de 2006
Notícias Outubro 2006 - Centro Comunitário

Notícias Outubro 2006 

A Ginástica de Manutenção é para TODOS!

 

O pavilhão Gimnodesportivo de Castanheira de Pera acolhe, às segundas e quintas-feiras das 18 às 19 horas sessões de ginástica de manutenção. É uma actividade integrada na nossa acção de Animação Sócio-Cultural, destinada a todas as meninas e senhoras dos 6 anos (desde que acompanhadas por um adulto) até aos 100 anos.


Durante as sessões são praticados vários exercícios que consistem basicamente no relaxamento e aquecimento/estimulação muscular – uma boa maneira de tonificar o corpo.

A dinamização desta actividade continua a estar a cargo da nossa voluntária Prof. Élia David, que há vários anos a esta parte tem desenvolvido um trabalho considerável, estimulando a actividade física de dezenas de cidadãs castanheirenses.

A organização continua a cargo do Centro Comunitário que disponibiliza transporte (mediante o pagamento de uma mensalidade a acertar aquando da inscrição) para quem o pretender.

 

Pela sua saúde, adira ao exercício físico!

 

Higiene Oral – Acção de Informação – Para um sorriso Saudável

 

No dia 23 de Outubro o Centro Comunitário promoveu uma acção de Sensibilização /Informação no âmbito da Higiene Oral, com a Higienista Fernanda Antunes.


Esta acção foi dirigida a um grupo de crianças do 3º e 4º ano da escola de 1º ciclo de Castanheira de Pera, com o objectivo de o mais precocemente possível incutir regras básicas de higiene oral, sendo este sem dúvida um investimento futuro.

A ideia a reforçar é que através de pequenos gestos se previnem grandes males.

Estes pequenos gestos implicam:

·         Escovar os dentes duas vezes ao dia e usar o fio dentário diariamente

·         Fazer uma dieta equilibrada e evitar os lanches entre refeições

·         Usar produtos dentários que contenham flúor, incluindo a pasta dentífrica

·         Bochechar com um elixir fluoretado que o dentista aconselhar

No final da acção ainda houve tempo para rastrear algumas crianças, tendo sido constatado défices de higiene oral, verificando-se que diversas crianças apresentavam várias cáries.

 

Uma boa Higiene Oral resulta numa boca que cheire bem e pareça saudável, pois os dentes são cada vez mais o espelho dos cuidados

e saúde de um.

Não se esqueça de sorrir sempre…. muitomuito…faz sempre muito bem à alma e aos outros que o presenciam!

 

IV Semana da Terceira Idade de 23 a 27 de Outubro

Durante esta semana desenvolveram-se diversas actividades dirigidas à população mais idosa do concelho. Esta acção foi promovida pelo Centro Comunitário valência do Centro Paroquial de Solidariedade Social em parceria com a Santa Casa da Misericórdia.

Do dia 23 a 29 de Outubro decorreu uma exposição de artigos realizados pelo Grupo Conviver do Centro Comunitário e com a Santa Casa da Misericórdia, na Casa do Tempo intitulada “A Magia da Terceira Idade”.

Já no dia 24 decorreu uma acção de formação /sensibilização com o tema “Representações Sociais na Terceira Idad e”. Esta contou com os seguintes moderadores: 10.00h. - Dr. Jorge Dinis, com o tema “A Depressão no Idoso” (Psicólogo Clínico do Hospital Militar Regional n.º1 e Psicólogo no Centro de Psicologia Aplicada do Exercito) o Dr. Miguel Valério, com o tema “A Depressão no Idoso: Riscos, Prevenção e Tratamento” (Professor assistente da ESDSC do ISP Gaya e colaborador do departamento de Educação e Psicologia da UTAD) Dr. Fernando Ferreira, com o tema “Envelhecimento, algumas dimensões: O Social, a Formação e Histórias de Vida” (Professor do Instituto Superior de Línguas e Administração de Leiria), o Dr. Joaquim Parra Marujo com a temática “Animação Sócio-cultural e Gerontodesign” (Director da Pós-Graduação em Gerontologia do Instituto Superior de Ciências Educativas) e a Dr.ª Ana de Sousa, com o tema “O Desígnio do Gerontodesing na Gerontotecnologia” (Instituto Superior de Ci ências Educativas).

No dia 25 estava prevista uma visita às grutas de Santo António e Santuário de Nª Sr.ª de Fátima, no entanto devido à intempérie que se fez sentir, esta visita ficou adiada para quando o tempo o permitir (ainda se aceita m inscrições).

No dia 26 decorreu a Matiné dançante na Discoteca Twiins em Pedrógão Grande, onde foi promovido um intercâmbio entre diversas instituições, entre elas as Santas Casas de Misricórdia de Castanheira de Pera, Pedrógão Grande, Sertã e Centro Paroquial de Solidariedade Social de Castanheira de Pera.

Foi uma tarde animada, onde musica e vontade de dançar não faltaram! A pista foi invadida desde o primeiro minuto por mais e menos jovens que alegres se movimentavam ao som e ritmo do momento, expressando o que lhes ia na alma.

Ao Sr. Pedro (responsável pela discoteca) que desde o primeiro contacto se mostrou disponível para nos receber, deixamos aqui o nosso agradecimento por nos possibilitar a realização desta actividade.

No dia 27 a Santa Casa da Misericórdia recebeu o grupo de 3º e 4º ano da escola de primeiro ciclo de Castanheira, assim como o nosso Grupo ConViver e o rancho folclórico da Cercicaper “Os Serranos” que facilmente animaram este grande grupo.

Grupo Conviver

Este é um espaço em que se mantém bem vivo o espírito de partilha de experiência e saberes de convívio e animação, proporcionando a muitas das habitantes de Castanheira de Pera tardes bem diferentes, longe do isolamento físico e social a que a natureza as votou até surgir esta resposta.

Se nos permitem, dizemos que com o apoio de muitos continuamos a acreditar que é possível quebrar barreiras e viver saudavelmente em qualquer idade.

O curso de alfabetização, as rendas, os bordados, as pinturas, a ginástica geriatrica, o convívio, a dança, as visitas a exposições e os passeios, são actividades que continuam sempre presente.

 

No Dia 31 de Outubro, comemorou-se a Festa do Halloween, com decoração da sala onde o Grupo ConViver reúne e onde não pode faltar a abóbora decorada a preceito. Esta, no final da tarde foi colocada no exterior do edifício para assombro de todos.

 

Ginástica Geriatrica

 

Estas sessões decorrem no Pavilhão Gimnodesportivo todas as quartas-feiras visando o desenvolvimento do sistema cardio-vascular e da coordenação motora através de sequências ritmadas e coreografias.

É destinada às utentes do Grupo Conviver do Centro Comunitário “Uma Porta Aberta à Comunidade” valência do Centro Paroquial de Solidariedade Social e utentes da Santa Casa da Misericórdia.

 

É uma actividade que pretende aumentar a capacidade de resistência à fadiga, melhorar a coesão do grupo, diminuir o stress diário e o número de doença, promovendo o bem-estar físico e psíquico.

 

I Feira de Rua “A Castanha o Mel e da Neve”

 

Realizou-se de 27 a 29 de Outubro no Coentral, por ocasião da I Feira do Mel, da Castanha e da Neve, organizada pela Lousitânea, uma venda de artigos elaborados pelo nosso Grupo Conviver, tendo por base a temática sugerida. Num cenário magnífico onde as ruas estreitas e as casas caiadas de branco, rodeadas de grandes montanhas, reproduziam tempos remotos, convidando-nos a passear, apreciar e a sonhar.

Foi um fim-de-semana quente e solarengo, onde a animação não faltou e as pessoas também não… nesta terra as castanhas foram o prato forte no entanto o mel e a jeropiga também foram convidados de honra.

  

Muitos foram os que aderiram ao nosso delicioso bolo de mel, aos nossos panos com motivos alusivos, tabuleiros, toalhas de mesa, quadros em arraiolos e livros de receitas de castanhas e mel (elaborados numa parceria com o CAO da Cercicaper).

 Esta actividade fechou com chave de Ouro, no largo principal foi realizado um magusto típico com caruma. O cheiro era inconfundível e o sabor autêntico.

De salientar o movimento de parceria que se gerou e que em relativamente pouco tempo mobilizou participantes e Instituições/Serviços num acontecimento digno de registo local e porque não regional. Foi uma aposta ganha e consideramos uma edição a repetir em anos vindouros e, se possível, com a nossa colaboração.

 

Educação Social

 

XIII Feira de Artigos Gratuitos

Com o Outono a chegar e o frio a despontar, a aquisição de roupas capazes de enfrentar a chuva e o frio é uma prioridade!

No entanto, e infelizmente, nem todas as pessoas possuem os recursos financeiros necessários para tal aquisição. E foi a pensar na população mais carenciada que o Centro Comunitário promoveu a XIII Feira de Artigos Gratuitos, entre os dias 16 e 20 de Outubro.

Desde vestuário a calçado, brinquedos, e outros foram entregues a quem procurou este serviço.

Porém, esta actividade só foi possível graças ao espírito de solidariedade da população castanheirense que participou com a oferta dos mais diversos artigos.

A Todos o Nosso Bem Haja!

Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza e dos Sem Abrigo – 17 de Outubro

 

O Centro Comunitário, em colaboração com a E.M.R.C. e os Currículos Alternativos da Escola EB 2/3 DR. Bissaya Barreto assinalaram o Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza e dos Sem Abrigo com várias acções.

Os alunos do 8.º B de E.M.R.C. reuniram-se entre os dias 9 e 15 de Outubro para a recolha de fundos.

 

Entretanto e de acordo com os registos cedidos pela DR.ª Teresa Veríssimo (Acção Social Local) e da visão global do desenrolar da nossa actividade social reunimos géneros alimentares essenciais em qualquer casa, os quais foram entregues no dia 17 de Outubro pelos jovens do 8º B e Currículos Alternativos com o apoio técnico do Centro Comunitário.

Gostaríamos de chegar a todas as famílias mas como é de calcular é muito difícil, se não impossível. Acreditamos ter sido uma pequena gota num oceano de necessidades. Porém, cremos ser sempre positivo este tipo de iniciativas. Não só se promove uma sensibilização na população juvenil para a questão da pobreza como se colmatam, mesmo que momentaneamente, algumas necessidades mais prementes de algumas famílias.

No total foram contempladas nove famílias (24 pessoas no total) do vasto rol de agregados a necessitar de apoio.

 

Loja Social “O Barretinho”

 

Em funcionamento, de segunda a sexta-feira, das 10.30 horas às 17 horas, a Loja Social “O Barretinho” coloca à disposição das instituições/serviços e do cidadão comum a possibilidade de expor e vender os seus trabalhos.

Em Outubro continuaram expostos, os trabalhos realizados pelo ATL e Grupo ConViver do Centro Paroquial de Solidariedade Social e CERCICAPER, CRL.



publicado por Filipe Lopo às 09:30
link do post | favorito
 O que é? |

Sexta-feira, 10 de Novembro de 2006
Agrupamento Escolar Realiza Magusto

10 de Novembro, Sexta Feira; dia de véspera do S. Martinho; o Agrupamento Escolar de Castanheira de Pera, realiza o Magusto tradicional, no espaço existente na EB1 do Bolo.

Este evento tem a colaboração da Câmara Municipal, Cercicaper e Casa da Criança Rainha Dª Leonor.

A actividade compreende a recriação do magusto com “caruma” recolhida nos pinhais próximos, relembrando as preocupações ambientais de preservação da floresta e da sua limpeza.

A castanha, como fruto típico destas terras do Norte do Distrito de Leiria e com um significado maior para Castanheira de Pera, como se compreende, será assada numa fogueira de caruma.

Em redor da fogueira será recordada a lenda do ‘Verão de S. Martinho.

Haverá oportunidade para saltar uma fogueira e as habituais “pinturas” com o carvão da fogueira, sendo premiado o melhor “enfarruscado

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 13:46
link do post | favorito
 O que é? |

Secretário de Estado Adjunto da Administração Local, Assina protocolo em Castanheira de Pera

Eduardo Arménio Cabrita, Secretário de Estado Adjunto da Administração Local, Assina protocolo em Castanheira de Pera

 

Castanheira de Pera recebe no dia 10 de Novembro, pelas 10Hoo, no Salão Nobre da Câmara Municipal, o Sr. Secretário de Estado Adjunto da Administração Local.

Segundo o G.A.P. (Gabinete de Apoio ao Presidente) de Castanheira de Pera, divulgamos a nota recebida da sua visita:

 

“No que se refere à visita do Senhor Secretário de Estado, o Contrato
Programa a assinar vai ser o da Nova Escola do 1º. Ciclo do Ensino
Básico Integrado do Concelho de Castanheira de Pera.

Memória Descritiva da Escola:
Localizado a Norte da Vila de Castanheira de Pera, numa zona
priviligiada, este Estabelecimento do Ensino Básico, enquadra-se num
grupo valioso de diversas infra-estruturas propostas e onde já existe um
Estabelecimento de Ensino do Segundo e Terceiro Ciclo, em actividade há
alguns anos. Condição relevante na criação deste pólo de Desenvolvimento
Educativo, é a localização no contexto da vila e a importância dos novos
equipamentos a criar nesta zona, nomeadamente:
- A Praça da Notabilidade que já se encontra em fase de construção e que
numa área de cerca de 20000 m2, contempla um Cine Teatro, uma área
comercial, vários campos de jogos, parque infantil e áreas de recreio e
lazer amplas e nobres;
- O Futuro edifício do Ensino Pré-Escolar que será implantado ao lado
deste Estabelecimento do 1º. Ciclo do Ensino Básico.

A Escola do 1º. Ciclo do Ensino Básico Integrado terá uma área total de
1472 m2 distribuidos por dois níveis em que o nível 1 ocupa 587 m2 e o
nível 0 ocupa 885 m2
.”

 

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 10:18
link do post | favorito
 O que é? |

Quarta-feira, 8 de Novembro de 2006
TSF em directo de Castanheira de Pera

No enquadramento e seguimento da Feira de Rua – A Castanha, o Mel e a Neve; e do Novembro Gastronómico, a TSF vai estar em Castanheira de Pera, para emitir pela primeira vez, em directo, das 09H00 ás 11H00, o seu programa semanal TERRA A TERRA.

Este espaço será dedicado ao Concelho Castanheirense, aos seus Hábitos, História, Saberes, Tradições, Turismo e demais potencialidades e perspectivas futuras.

Convida-se todos os que desejarem a estar presente no Restaurante Praia das Rocas, para assistir à emissão do Programa TERRA A TERRA, no dia 11 de Novembro (dia de S. Martinho) a partir das 09H00.

Não perca, e assista ao vivo a este programa sobre Castanheira de Pera.

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 17:15
link do post | favorito
 O que é? |

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Novo endereço - http://ca...

AS SUAS NOTICIAS - O NOSS...

25 de ABRIL de 1974 - 36º...

OS PERIGOS DA INTERNET

VIOLÊNCIA EM DEBATE

CASTANHEIRA DE PERA RECEB...

CARTA DE UMA MÃE PARA OUT...

CORO DE SANTO AMARO DE OE...

TOMADA DE POSSE DOS ELEIT...

DISCURSO DO PRESIDENTE DA...

TOMADA DE POSSE DOS ELEME...

HOJE ESTOU DANADO

ACTO ELEITORAL NA FREGUES...

FUTEBOL DE RUA – ÉPOCA 20...

APANHA DE SEMENTES – PROJ...

GNR de Pombal apreendeu m...

CANYONING - Ribeira de Qu...

“DEUS ABENÇÕE OS PAIS MAU...

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES A...

DISTRIBUIÇÃO DE MANDATOS ...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 200...

EXPOSIÇÂO NA CASA DO TEMP...

Há Festa em Castanheira d...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS EM C...

PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA ...

PARTIDO SOCIALISTA - CAND...

"PAISAGENS" EXPOSIÇÃO FOT...

EXPOSIÇÃO DE MOTORIZADAS ...

Iº Torneio de Vólei Praia...

DUAS LUAS A 27 DE AGOSTO ...

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

DIA INTERNACIONAL DA JUVE...

Dia 15 de Agosto a RTP ch...

PSD candidata presidente ...

CASTANHEIRA DE PERA - PS ...

04 de Julho de 2009 - Dis...

04 de Julho de 2009 - Dis...

Festa do Livro volta à Pr...

COMEÇOU A CAMPANHA ELEITO...

JS não integra lista do P...

ULTIMA HORA - MINISTÉRIO ...

PEDIDO DE DESCULPA

CANDIDATO À AUTARQUIA CAS...

95º ANIVERSÁRIO DE CASTAN...

APRESENTAÇÃO DE 70 NOVAS ...

PASSEIO PEDESTRE, ESCONHA...

Stº ANTÓNIO DA NEVE - C...

Memórias do Antigamente l...

XII FESTIVAL DE FOLCLORE ...

TRIANGULACOES de JOSÉ POR...

arquivos

Janeiro 2011

Abril 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

tags

todas as tags

links
Paralaxe

VISITAS

Estadisticas web
blogs SAPO
Pesquisa
 Busca e Pesquisa Evangélica