Página não oficial do Concelho de Castanheira de Pera
Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
PSD candidata presidente de Junta do Coental à Câmara de Castanheira de Pera

Do NOTICIAS DO CENTRO ONLINE (http://www.noticiasdocentro.net/artigo.php?ArtID=4912) transcrevemos a noticia com a devida vènia:

()()()()()()()()()()()()()

PSD candidata presidente de Junta do Coental à Câmara de Castanheira de Pera

Pedro Graça, actual presidente da Junta do Coentral, é o candidato do PSD à Câmara de Castanheira

O PSD vai candidatar o actual presidente da Junta de Freguesia de Coentral, Pedro Graça, à Câmara Municipal de Castanheira de Pêra, anunciou o partido.

Pedro Graça, de 45 anos, é director técnico-comercial e há três mandatos presidente da Junta de Coentral, a freguesia mais a norte do distrito de Leiria.

À Agência Lusa, o cabeça de lista afirmou que decidiu candidatar-se para “alterar a situação muito complicada” resultado “de muitos anos em que o PS esteve à frente da autarquia”.

Pedro Graça admitiu que o objectivo do PSD é derrubar os socialistas, que “deixaram a Câmara sem dinheiro”, e evitar que o concelho, marcado pela desertificação, “definhe mais depressa”. “Temos de arranjar soluções para que as pessoas se fixem em Castanheira de Pêra”, defendeu o candidato, cujo programa eleitoral vai ter o turismo como uma das bandeiras.

Pedro Graça referiu que “o concelho não tem, neste momento, praticamente nenhuma fábrica a laborar”, pelo que considerou que “tem de se virar para o turismo” e “apostar” nesta área.

O apoio para a manutenção e criação de micro-empresas é outra das medidas preconizadas pelo cabeça de lista social-democrata, a que acresce o “apoio às aldeias, que estão um bocado desprezadas”, prometendo intervenção, sobretudo, na área social.

Pedro Graça disse ainda que a situação da autarquia, declarada em desequilíbrio financeiro estrutural e objecto de um plano de reequilíbrio, é “uma grande prioridade e uma grande preocupação”.

“Tenho consciência que se ganhar a Câmara, vou ganhar uma câmara sem dinheiro para fazer grandes obras”, declarou o candidato, que se propõe “reorganizar toda a autarquia”, tornando-a “mais rentável e diminuindo as despesas”.

A Câmara de Castanheira de Pêra é liderada pelo PS desde 1993, sempre com maioria absoluta.

Actualmente, o PS tem três dos cinco vereadores no município, enquanto o PSD os restantes.

O concelho de Castanheira de Pêra tem 3.321 eleitores.

2 de Julho de 2009

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 17:25
link do post | favorito
 O que é? |

CASTANHEIRA DE PERA - PS recandidata actual presidente à Câmara Municipal

CASTANHEIRA DE PERA - PS recandidata actual presidente à Câmara Municipal

     

 

23-Jul-2009

O PS vai recandidatar à Câmara Municipal de Castanheira de Pêra o actual presidente da autarquia, Fernando Lopes, com o objectivo de renovar a maioria absoluta.
“O nosso objectivo é ganhar novamente a Câmara Municipal”, disse Fernando Lopes. O candidato socialista justificou a sua recandidatura como “um imperativo de consciência, de ética e de responsabilidade”, num momento em que a autarquia, declarada em desequilíbrio financeiro, está a ser objecto de um plano de reequilíbrio.
“Entendemos que se fomos nós a iniciar o plano, devemos ser nós a tentar cumpri-lo”, explicou o candidato, sublinhando que este é um dos seus “desígnios”. Por outro lado, Fernando Lopes considerou que o executivo “tem o dever de continuar o projecto que iniciou há quatro anos”.
“Consideramos que este projecto tem de ter continuidade e estamos em melhores condições para o fazer”, declarou, acrescentando, o facto de estarem em curso os apoios do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).
Como prioridades, o candidato apontou a “educação e políticas que propiciem melhor qualidade de vida e fixem as pessoas”. “Consolidar a oferta turística, de que a Praia das Rocas foi o pontapé de saída”, é outro dos objectivos da recandidatura, que “não se limita a um projecto partidário”.
“É um projecto para o concelho”, salientou o cabeça de lista.
Com 50 anos, Fernando Lopes foi eleito vereador em 1993, ano em que o PS conquistou, com maioria absoluta, a autarquia ao PSD e que sempre manteve desde essa data. Até 2005, acumulou o lugar de vereador com o cargo de vice-presidente do município, ano em que concorreu como cabeça de lista e tornou a dar a vitória ao PS.
O PS tem actualmente três dos cinco vereadores na Câmara Municipal de Castanheira de Pêra, enquanto o PSD conta com dois eleitos.
O cabeça de lista do PSD à autarquia é o actual presidente da Junta de Freguesia de Coentral, Pedro Graça.
O concelho de Castanheira de Pêra tem 3.321 eleitores.

Lusa

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 17:04
link do post | favorito
 O que é? |

04 de Julho de 2009 - Discurso do Sr Presidente da Câmara Municipal De Castanheira de Pera, Dr Fernando Lopes

(Discurso do Sr Presidente da Câmara Municipal De Castanheira de Pera, Dr Fernando Lopes – Esta anotação é da nossa responsabilidade)   

 

SESSÃO SOLENE

95º ANIVERSÁRIO DA ELEVAÇÃO A CONCELHO

CASTANHEIRA DE PERA, 4 DE JULHO DE 2009

 

Inicio esta minha intervenção com uma palavra de especial apreço e agradecimento a todos vós pela honra que sentimos ao nos distinguirem com a vossa presença nesta sessão solene comemorativa do 95º aniversário do concelho. Presença que é ilustrativa e incute um especial significado de solidariedade e amizade.

Apresento cumprimentos de boas vindas e saúdo Sua Excelência o Governador Civil do Distrito de Leiria, aproveitando também para manifestar o nosso agradecimento, sentido, pelo facto de se ter dignado presidir a esta cerimónia comemorativa. É para nós, uma vez mais, um enorme privilégio poder receber V.ª Ex.ª no Salão Nobre desta Câmara Municipal e em data tão significativa para o nosso concelho.

Saúdo ainda, de forma muito calorosa, a Associação das Casas Regionais em Lisboa aqui representada por uma delegação composta por vários elementos de várias casas concelhias.

Uma palavra de estímulo, reconhecimento e apreço pelo trabalho desenvolvido em prol do regionalismo.

Sejam pois, bem-vindos a Castanheira de Pera e faço votos para que este dia venha a ocupar lugar privilegiado na vossa memória.

Cabe aqui, também, uma palavra de gratidão e reconhecimento à Casa do Concelho de Castanheira de Pera pelo trabalho desenvolvido.

A todos o nosso mais sincero agradecimento.

Castanheira de Pera comemora hoje o seu 95º aniversário, uma data importante e de referência para o nosso concelho. Um dia propício a reflectirmos sobre o presente, conscientes que o mais importante é prepararmos o futuro mas sem, contudo, esquecer o passado.

Vem pois, a propósito recordar todos os castanheirenses passados e presentes que se dedicaram à causa pública e ao concelho. Por tudo o que fizeram em prol da comunidade, presto-lhes a merecida homenagem recordando-os com respeito e admiração pelos seus feitos.

Assumamos pois, este momento de comemoração como um momento de capital importância, que deve suscitar participação de todos, contribuir para uma reflexão sobre os desafios que se nos colocam nos próximos anos e que, não só, nos habilite a formar um olhar sobre o futuro, mas também se assuma como um momento privilegiado de incentivo e passagem de testemunho para as gerações mais novas.

Assumamos este momento de comemoração como um momento privilegiado de reforço de unidade concelhia e afirmação da continuidade enquanto unidade territorial e institucional.

Mas assumamos, também, este momento de comemoração como um momento singular para olharmos para nós com honestidade, verdade e consciência.

 É esta a melhor homenagem que se pode fazer a todos aqueles que, ao longo dos tempos, deram o seu contributo para acontecer Castanheira.

É esta a forma mais objectiva de ligarmos o passado com o futuro e expressarmos nossa admiração pelos homens que, em 1914, deram início a esta caminhada a que nós, modestamente, damos continuidade.

Minhas senhoras e meus senhores,

Para além da reflexão que estes dias sempre implicam, não nos parece muito próprio enumerar todas as obras feitas ou sequer aquelas que gostaríamos de ter realizado.

Temos, no entanto, plena consciência que nem tudo tem corrido da forma como mais gostaríamos, de que não foi possível fazer tudo, mas também temos consciência de que, em alguns casos, superámos em muito aquilo a que nos propusemos.

Não podemos fazer esta avaliação tendo apenas em linha de conta a obra física. Temos que falar das pessoas, da educação, da inclusão social, da cultura, da satisfação das necessidades básicas e também dos interesses regionais.

Neste domínio, esquecendo o limite estreito das nossas fronteiras municipais, é nossa obrigação lembrar as lutas travadas em favor de uma região mais coesa e mais solidária, em defesa das aspirações da região do Pinhal Interior Norte e das suas aspirações em termos de acessibilidades que, ainda que justas e merecidas, começam a ser postas em causa por meras opções de política partidária, duvidosas.

É pois, o momento indicado para, perdoem-me o termo, convidar todos os colegas autarcas da região, fazendo tábua rasa das divergências partidárias nacionais, a solidarizarem-se connosco na defesa, intransigente, das nossas populações. É um direito, mas, sobretudo, um dever.

Porém, apesar da situação de crise que o país e o concelho atravessam e da contenção orçamental que nos foi imposta, levando-nos a estabelecer, com rigor, prioridades nas acções a executar, sempre diremos que conseguimos atingir um nível de execução dos nossos projectos bastante satisfatório, ao qual não foram alheios o empenho, o rigor, a dedicação e o trabalho de todos. Naturalmente, motivo de regozijo mas que não deve iludir o muito que há ainda para fazer, o que ainda precisa de mudança ou o que correu menos bem.

Minhas senhoras e meus senhores,

Colocando sempre as pessoas na linha da frente das nossas preocupações, elegemos a qualidade de vida e a promoção da auto-estima de todos os cidadãos como razão primeira da nossa acção. Pensamos, aliás, ser essa, entre outras, uma das principais obrigações subjacentes a qualquer executivo municipal.

Numa atitude construtiva, valorizámos sempre o pensamento positivo, considerando até, em muitas circunstâncias, ser este mais válido e mobilizador do que a mais actual das teorias ou ideologia políticas. Vem a propósito lembrar aqui a máxima romana “honesta te ipsum” - respeita-te a ti mesmo, muito utilizada para valorizar e promover a condição humana.

Promover a auto-estima, dizer bem da nossa terra e da nossa gente, poderá, assim, ganhar uma força mobilizadora que nos catapulta para a frente e ajuda a vencer obstáculos.

Mais do que apontar erros é preciso lutar por caminhos!...

Contudo, há caminhos que só conseguiremos percorrer se soubermos fazer ouvidos surdos aos que, de forma acéfala, só sabem dizer mal e criticar, que utilizam um boato feito de malevolência e perseguição pessoal.

Porém, continuamos disponíveis, como sempre estivemos, assumindo até a obrigação de escutar as críticas justas e construtivas que nos fazem.

Temos consciência que há muitos problemas por resolver, mas nem por isso lhes temos virado as costas.

Também sabemos que não fizemos tudo, nem tudo bem, assumamo-lo. Mas, atendendo aos recursos e ao momento, agimos o melhor que sabíamos e podíamos. Pensamos, mesmo, que qualquer espírito esclarecido e honesto tem obrigação de ver o esforço e reconhecê-lo.

Delinear uma estratégia de desenvolvimento visando o futuro, de forma a que os jovens pudessem participar, activamente, e dar o seu contributo, esteve sempre nos nossos horizontes.

E foi com base neste pressuposto que definimos, entre outras, prioridades na planificação da rede escolar, nas infra-estruturas desportivas, na qualificação urbana e na valorização da auto-estima.

Pela sua influência directa no dia a dia dos cidadãos, pela importância estratégica que se pretende atingir, pelo referencial de mudança que assumem ao nível da qualidade e excelência do espaço, merecem-nos hoje uma atenção especial um conjunto de intervenções que, além de contribuírem para promover a auto-estima muito nos orgulham.

A actividade física e desportiva enquanto vector da melhoria da qualidade de vida das populações, constituiu sempre um objectivo estratégico deste executivo.

Nesse âmbito e atendendo ao facto de se ter verificado uma significativa melhoria das condições para a prática desportiva no nosso concelho, merecem-nos particular referência o arrelvamento do Estádio de Futebol e a construção do Mini-campo de Jogos do Fórum Activo.

O primeiro, já em funcionamento há um bom par de meses, que pela qualidade da sua execução mereceu a “Certificação FIFA duas estrelas”, o mais alto galardão atribuído para relvados sintéticos, que atesta uma qualidade superior e que hoje, nesta sessão solene, nos vai ser entregue pelo consórcio construtor.

Felicitando-a, deixo aqui uma palavra de agradecimento mas também de incentivo.

O segundo, que hoje inauguramos, porque constituindo uma nova valência desportiva, muito contribui para a melhoria da prática desportiva em espaço urbano.

Através de uma parceria entre o Instituto do Desporto de Portugal, a Federação Portuguesa de Futebol e o Município de Castanheira de Pera, foi possível, num curto espaço de tempo, criar condições apropriadas e de segurança, não só para estimular a prática desportiva, mas também torná-la mais acessível a todos.

Fruto de uma parceria activa, assente nos mais elevados princípios da solidariedade institucional e respeito mútuo, estabelecida entre a Freguesia de Castanheira de Pera e Câmara Municipal, tem sido possível levar a cabo várias intervenções no âmbito da qualificação do espaço urbano. É disso exemplo o arranjo urbanístico da entrada sul do Parque Azul, que hoje se inaugura, ao qual, por deliberação camarária, foi decidido dar o nome de Praceta 15 de Novembro.

Entendemos, assim, ter, desta forma, feito justiça e assinalar a nossa génese administrativa com a data da fundação da freguesia.

Aproveito para, em nome da Câmara Municipal e em meu nome pessoal agradecer, felicitar pelo trabalho desenvolvido e apresentar cumprimentos ao presidente da Freguesia o Sr. João Rodrigues Antunes, com quem, sempre, soubemos unir esforços tendo em conta o superior interesse de Castanheira de Pera.

Indiscutível exemplo das opções que, sem hesitações, assumimos no início do nosso mandato é também o novo Jardim de Infância de Castanheira de Pera.

Entendemos que o dia de hoje constitui um marco importante para o concelho que passa a dispor, agora sim, de um novo estabelecimento de ensino pré-escolar, dotado de condições adequadas às exigências dos tempos modernos e que em tudo contrasta com o anterior.

Assumamos, sem tibiezas, que já tardava. Foram 24 anos de condições provisórias, desajustadas, quiçá de espera angustiante.

Numa atitude de humildade, reconhecimento e da mais elementar justiça, convidámos as crianças em idade pré-escolar para procederem à sua inauguração.

É um espaço que, por direito próprio, é delas e para elas, é o espaço onde, por direito próprio, elas vão aprender a vida, única e irrepetível.

Um espaço em que a infância não pára de brincar!...

É pois, com particular satisfação que, em nome da coerência, fazemos justiça e proporcionamos maior igualdade de oportunidades às nossas crianças.

Agradecer a capacidade de tolerância e paciência de todos os pais e encarregados de educação é, também, palavra que se impõe, atitude que nos dignifica tanto como o orgulho que sentimos pela obra feita. Muitos deles já tiveram aquele espaço como escola e, tal como hoje, já nesse tempo não reunia as condições adequadas.

Agradecimentos também extensivos a todo o pessoal docente e não docente pela atitude compreensiva e colaborante com que sempre nos distinguiram.

Porém, não seria correcto, nem tão pouco justo, esquecer aqueles que, dia a dia, ombreiam connosco esta tarefa colectiva. Refiro-me a todos os colaboradores/funcionários da autarquia que, de forma directa ou indirecta, sempre souberam corresponder às solicitações, por mais exigentes que possam ter sido. Ainda que possa parecer pouco, o nosso mais sincero obrigado.

Minhas senhoras e Meus senhores,

Castanheira de Pera enfrenta hoje importantes e decisivos desafios que importa vencer.

Conseguir uma participação efectiva dos munícipes na gestão dos interesses do concelho é pois, tarefa prioritária da qual não devemos abdicar.

Urge pois, apostar na formação dos cidadãos incutindo-lhes sentido da responsabilidade.

É o tempo da transformação, mas também o tempo da oportunidade e da consciencialização.

É um tempo que não se compadece com preguiça ou dependência sistemática.

É o tempo de nos prepararmos, decisivamente, para o futuro, um futuro gerador de oportunidades potenciadoras de iniciativas inovadoras e criativas. Ideia, aliás, bem espelhada no pensamento Nietzsche:

“É preciso navegar. Deixando atrás as terras e os portos dos nossos pais e avós, nossos navios têm de buscar a terra dos nossos filhos e netos, ainda não vista, desconhecida”.

Não conhecemos o futuro mas sabemos, exactamente, onde começa.

Não conhecemos o futuro mas sabemos que podemos influenciá-lo.

Não conhecemos o futuro mas todos lutamos por um melhor.

É, precisamente, por isso mesmo que pensar Castanheira jamais poderá significar crepitar lágrimas. Ao invés, deverá significar festejar amanhãs, árvores frondosas com raízes profundas que ajudámos a plantar e que dia a dia regamos com jorros de esperança.

É, precisamente, por isso que é necessário comemorar Castanheira com a coragem de afrontar os seus problemas e com a convicção de que, unidos, temos a capacidade de ultrapassar as dificuldades que se nos deparam.

A Castanheira que queremos comemorar deve ser aquela em que ninguém espera que as coisas mudem por si, mas onde todos devem sentir como dever seu melhorar a sociedade em que se inserem.

É esse o exemplo dos homens e mulheres que, há 95 anos, tudo fizeram para que Castanheira nascesse como concelho.

É, também, à sua coragem que hoje prestamos homenagem.

VIVA CASTANHEIRA DE PERA!...



publicado por Filipe Lopo às 09:00
link do post | favorito
 O que é? |

04 de Julho de 2009 - Discurso da Srª Presidente da Assembleia Municipal De Castanheira de Pêra, Drª Conceição Soares

(Discurso da Srª Presidente da Assembleia Municipal De Castanheira de Pêra, Drª Conceição Soares – Esta anotação é da nossa responsabilidade)

 

   Alguém disse um dia:

   “Há homens que lutam um dia, e são bons;

   Há outros que lutam um ano, e são melhores;

   Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;

   Porém há os que lutam toda a vida

   Estes são os imprescindíveis”

   É, sem dúvida, desta fibra, que são feitos os Castanheirenses.

   Olhando à nossa volta, nas paredes que nos acolhem, podemos contemplar os que traçaram os destinos do nosso concelho. Num tempo, escolheram os caminhos a seguir. Nem sempre foram escolhas fáceis, nem sempre foram aplaudidos por todos os Castanheirenses, mas todos eles, acredito, escolheram, pensando no crescimento da nossa terra.

   O sucesso consegue-se com decisão, confiança e persistência, não com desânimo, indecisão e lamúrias.

   E o povo de Castanheira sabe disso muito bem, e é por essa razão, que o trabalho sempre norteou o seu trajecto.

   Tão bem retrata o espírito das nossas gentes, a medalha que observamos nesta sala. “O trabalho perseverante vence todos os obstáculos”.

   Deverá ser ela o mote, o lema que precisamos ter sempre presente nos tempos conturbados que vivemos.

   Este, é um tempo em que é necessário unirmo-nos de novo, não apenas para estarmos juntos, mas principalmente, para fazermos algo em conjunto.

   É fácil, culpar a crise ou a ineficácia dos políticos, para a situação em que nos encontramos, mais fácil é encolher os ombros e dizer que não podemos fazer nada.

   Mas, não é desta fibra que é feito um Castanheirense verdadeiro, ser conformista nunca fez parte do nosso “catálogo de valores”.

   O conformismo, tal como disse John Kennedy – É o carcereiro da liberdade e o inimigo do crescimento.

   Os Castanheirenses sabem, que às vezes a ideia mais simples, faz a maior diferença…

 E tão necessárias que são neste momento as ideias !

 E desengane-se quem pense que só alguns é que podem ter ideias, ou melhor dizendo, que só as ideias de alguns é que são boas.

   95 anos o deputado Sr. Bissaya Barreto Rosa, aquando da sessão inaugural do nosso concelho, afirmou que “… Tendo nós vencido a primeira parte da nossa jornada em prol do progresso da nossa terra, não podemos arrumar as armas e dormir sobre os louros da vitória. Com o mesmo ardor e com a mesma fé, devemos trabalhar sem sossego e sem descanso para o engrandecimento e felicidade do nosso concelho…”.

   Seguiu-se-lhe o Sr. Augusto Barreto exortando a que “… gastemos as nossas energias nesse grande e maravilhoso edifício a construir, que há-de ser o nosso concelho e não as desperdicemos perdulariamente em hostilidades inconvenientes e impolíticas.”.

   São sem dúvida palavras para lembrar mas também, e principalmente, palavras para reflectir. O tempo passou, mas a sua importância e actualidade mantêm-se.

   Lá diz o povo e com razão, “A união faz a força!”.

   E hoje, tal como há 95 anos, o que Castanheira mais precisa é de Castanheirenses unidos, a puxar para o mesmo lado; e esse lado, só poderá ser o lado do progresso e do bem-estar, lado, que seja acessível a todos, porque é de todos que Castanheira é feita e só com todos, poderemos ir mais além.

   Vivemos um tempo de incertezas, de dificuldades e antivalores, um tempo em que a arrogância impera e a cada dia que passa, o fosso entre ricos e pobres se vai alargando. A nossa terra, não está a passar ao lado desta crise.

 Também aqui, a crise se sente.

É preciso dar resposta aos problemas que no dia-a-dia nos afligem; mas só um esforço colectivo, sem desânimos e visando o bem comum, pondo de lado interesses pessoais e partidários, nos levará a “bom porto”. 

   Sempre fomos uma gente determinada, que sempre soube, perante a adversidade, arregaçar as mangas e utilizar as mãos, não para “atirar pedras aos outros”, mas para construir soluções.

 A nossa história local, quando se referir a nós, continuará a fazê-lo com o orgulho de alguém que nos viu vencer.

Ou não fossemos nós enxertados na rocha da serra, que nos fez fortes e molhados pelas águas da ribeira que nos fez audazes.

   Caramba! Somos Castanheirenses!

   “Desta vila, risonha e galante,

   Somos todos leais, valorosos,

   Em nossa alma, de vida estuante,

   Há orgulho de filhos briosos.

 

   E da Terra, que é mãe caprichosa,

   Levantemos o nome bendito,

   Elevando-a mais alto, orgulhosa,

   Para além do azul infinito!”

 

   Quadras cheias de amor a Castanheira, escritas por Maria da Saudade.

   Palavras que nos definem, ontem, hoje e sempre.

   Hoje, comemoramos 95 anos, “prantámos” os nosso melhores “fandanicos” e “estamos desertos” pelo “bailho”. “Chegáramos” em alegre “labarinto”. Os do Norte “p’i da baixo” e os do Sul  “p’i da cima”.

   Ao “alçome” vamos “mosquir” “carcóvios” e “arnéca” de “querpo”.

   Hoje, comemoramos também a nossa cultura, os nossos usos e costumes, o nosso linguajar, onde não podia faltar o laínte.

   É também ela que nos caracteriza, e que ao longo dos tempos deixou marcas na nossa personalidade. Povo da serra, ainda hoje marcamos encontro com os nossos vizinhos no Santo António da Neve para preservar tradições.

Se a rudeza das penedias e os esforços nas fábricas, muitas vezes nos fizeram chorar, também nos ajudaram a ser que hoje somos, a saber enfrentar desafios e a dar “a volta por cima” quando a situação assim o exige.

Mudar de rumo nunca nos meteu medo. Os desafios fazem-nos crescer.

   Parafraseando Kalidás Barreto terminarei dizendo “Não somos uma terra morta, estamos vivos”.

   Vivos, confiantes e orgulhosos não só da nossa terra, como também de todos nós.

Desafio-vos a levantarem-se, darem as mãos e cantarem os Parabéns a Castanheira, não da forma a que estamos a habituados, mas de um modo um pouco mais original:

Se queres vir a Castanheira,

Sobe a Serra da Lousã

E vê esta gente boa

A trabalhar com afã.

Anda vem daí comigo,

Anda ver o seu jardim

E verás se é como eu digo

O seu encanto sem fim.

Águas do Pinçal

Que boas que são,

Porém farão mal

Ao teu coração.

Porque diz a lenda,

Que é verdadeira,

Quem beber lá água

Casa em Castanheira!

                                                                         4 de Julho 2009



publicado por Filipe Lopo às 08:54
link do post | favorito
 O que é? |

Festa do Livro volta à Praça do Fórum Activo

Festa do Livro volta à Praça do Fórum Activo

Da página Oficial do Municipio de Castanheira de Pera, retirámos a noticia que transcrevemos na integra.

(/)(/)(/)(/)(/()/(/)

Festa do Livro volta à Praça do Fórum Activo


Porque a leitura pode ser fonte de conhecimento mas também de prazer, a Biblioteca Municipal e o Centro Paroquial – Centro Comunitário promovem já a partir do dia 24 de Julho a III Festa do Livro e do Multimédia.
Para além de um vasto leque de livros para todos os gostos teremos cinema, animação, jogos de tabuleiro e outras surpresas…
Porque ler è sonhar!
De 24 de Julho a 02 de Agosto – das 19.00 h às 23.30 Visite-nos
 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 08:49
link do post | favorito
 O que é? |

Quarta-feira, 22 de Julho de 2009
COMEÇOU A CAMPANHA ELEITORAL ÁS AUTÁRQUICAS EM CASTANHEIRA DE PERA 2009?

COMEÇOU A CAMPANHA ELEITORAL ÁS AUTÁRQUICAS EM CASTANHEIRA DE PERA 2009?

 

(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)

 

castanheira.sosblog.com

Amigo 

 
Vamos discutir Castanheira.
As AUTARQUICAS 2009 estão aí.
 É O NOSSO FUTURO.
 O FUTURO DA NOSSA TERRA
  
()()()()()()()()()()()()()()()()()
 
http://votopedrograca.blogspot.com/
2009/07/esta-musica-e-dedicada-ao-actual.html#comment-form
 
"TRABALHAR PELA NOSSA TERRA
 
COM HONESTIDADE
COM HUMILDADE
COM VERDADE
(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)(/)
 
É desta forma que começa a tomar forma a 'campanha eleitoral' para as Autárquicas em Castanheira de Pera.
 
Ambos são blog's de apoio aos candidatos dos Partidos Socialista e Social Democrata.
 
Em ambos há motivo de sobra para visita e para comentar de forma honesta e séria.
 
Será que vão surgir outros mais?
Logo veremos.
Filipe Lopo
filipelopo@sapo.pt


publicado por Filipe Lopo às 21:43
link do post | favorito
 O que é? |

JS não integra lista do Partido Socialista às Eleições Legislativas

JS não integra lista do Partido Socialista às Eleições Legislativas

 

Da Concelhia da JS (Juventude Socialista) de Castanheira de Pera, recebemos o comunicado que transcrevemos na integra.

()()()()()()()()()()()()()()()()()()

 

COMUNICADO DE IMPRENSA

Assunto: JS não integra lista do Partido Socialista

às Eleições Legislativas

A Federação Distrital de Leiria da Juventude Socialista (JS), no rescaldo da aprovação da lista do Partido Socialista (PS) pelo círculo eleitoral de Leiria às próximas Eleições Legislativas, ocorrida ontem, dia 20 de Julho, em Comissão Política Distrital do PS, vem por este meio e em consideração aos seus militantes, simpatizantes e demais cidadãos tornar público o seguinte:

1 – A Federação Distrital de Leiria da Juventude Socialista elegeu com expressiva maioria (apenas um voto em branco) em Comissão Política Distrital, realizada no pretérito dia 10 de Julho, como candidatos desta estrutura política de juventude, Diogo Coelho, Presidente de Federação Distrital de Leiria da JS, Ana Martins, Presidente da Concelhia da JS Marinha Grande e Ivo Patrício, membro do Secretariado Concelhio e Federativo de Leiria;

2 – No dia 11 de Julho, em Comissão Nacional da JS, a lista de candidatos da JS proposta e aprovada pela Comissão Política Distrital a integrar a lista do Partido Socialista (PS) pelo círculo eleitoral de Leiria, foi igualmente aprovada por expressiva maioria pelo órgão representativo máximo da JS entre Congressos;

3 – Por conseguinte, dada a manifesta união e coesão em torno dos seus candidatos, eleitos pela Comissão Política Distrital e Comissão Nacional da JS, ao muito trabalho realizado em prol do engrandecimento da Federação Distrital da Leiria da JS, uma estrutura que actualmente tem a maioria das suas concelhias com órgãos eleitos, com mais de 1500 militantes, entendemos que, desta feita, a JS não poderia ser relegada para um lugar não coadunável com a dimensão da sua estrutura e que não tivesse em devida conta os jovens socialistas que representa e toda a Juventude do Distrito de Leiria que exige ser devidamente representada;

4 – Deste modo, em reunião do Secretariado da Federação do PS, a JS através do seu Presidente de Federação e candidato da JS às Legislativas, manifestou que dado o distrito de Leiria ser um dos distritos com mais eleitores jovens do país e ao facto de haver uma fuga de votos para o PSD, BE e CDU que nas suas listas apostam em jovens nos primeiros lugares, entendia que à JS devia ser dado um papel de relevo e destaque, que rompa com um passado em que esta estrutura política de Juventude foi sempre relegada para segundo ou terceiro plano em diversas listas, e que lhe fosse atribuído um papel semelhante ao que é exercido nas distritais de Coimbra e Aveiro, onde a JS tem desde 1995 um lugar elegível nas listas do PS à Assembleia da República;

5 – Assim, a JS entendeu face à natureza dos argumentos atrás referidos que, desta vez, a estrutura não poderia voltar a ser prejudicada e atirada para um lugar esquecido numa lista, posição subscrita pela totalidade dos membros da Comissão Política Distrital da JS, pelo que a JS, com coerência, pugnou por defender um lugar elegível na lista de candidatos do PS, nomeadamente, o 5º lugar.

6 – Como esta pretensão não foi devidamente ponderada, atendida e valorizada pelo Partido Socialista, em Comissão Política Distrital do PS, nomeadamente, pelo Presidente da Federação Distrital de Leiria do PS, João Paulo Pedrosa, e por sentirmos que o mérito, o esforço, a dedicação e o trabalho realizado e desenvolvido na Federação Distrital de Leiria da JS nada conta ou abona em seu favor, os candidatos da JS, em bloco, entenderam não figurar na lista do PS às próximas eleições legislativas, posição essa irredutível atendendo ao tamanho desrespeito e desconsideração que à JS é votado e dedicado

7 – Por fim, a Federação Distrital de Leiria da JS agradece todo o apoio e consideração ao MOVIMENTO – UMA JS EM 5º LUGAR, PELOS JOVENS…POR LEIRIA, um movimento de cidadãos socialistas e independentes, constituído por personalidades de reconhecido mérito, por reconhecerem que esta estrutura política de juventude é uma força eleitoral indispensável ao PS e por verem em nós uma mais-valia. Temos pena que o PS e o Presidente da Federação Distrital de Leiria do PS não pensem da mesma forma…

Leiria, 21 de Julho de 2009

O PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO,

 

a)   Diogo Coelho

()()()()()()()()()()()()()()()()()()

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

 



publicado por Filipe Lopo às 21:29
link do post | favorito
 O que é? |

ULTIMA HORA - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DA JUSTIÇA INAUGURA ESPAÇO REGISTOS EM CASTANHEIRA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DA JUSTIÇA INAUGURA ESPAÇO REGISTOS EM CASTANHEIRA

DE PERA NO DIA 23 DE JULHO DE 2009

 

Da página do PORTAL DA JUSTIÇA, em http://www.mj.gov.pt/sections/informacao-e-eventos/arquivo/3-trimestre-de-2009/espaco-registos-de/ retirámos a noticia que transcrevemos na integra com a devida vénia:

(=================)

Espaço Registos de Castanheira de Pêra abre amanhã

O Ministério da Justiça inaugura amanhã em Castanheira de Pêra o Espaço Registos.

Trata-se de um novo modelo de atendimento dos registos.

Espaço Registos

Num mesmo espaço, sem necessidade de deslocações a diferentes conservatórias, os utentes passam a ter disponíveis os tradicionais serviços de registo civil, predial e comercial e ainda os balcões únicos de, “Documento Único automóvel, “Cartão de Cidadão”, “Balcão das Heranças”; “Balcão Divórcios com partilha”; “Casa Pronta”, “Marca na Hora” e o balcão “Empresa na Hora” serviços que ficam disponíveis de imediato e que em breve serão acrescidos pelo balcão da “Sucursal na Hora” e “Associação na Hora”.  

O “Espaços Registo” começou a funcionar em Benfica (Lisboa) após um projecto-piloto, lançado em Julho de 2007. Desde então o Ministério da Justiça iniciou a expansão da Rede de Espaços Registos com a abertura dos postos dos Registos em Caminha, Santarém, Serpa, Vila Flor, Guimarães, Loja do Cidadão de Faro, Loja do Cidadão de Resende, Loja do Cidadão de Vimioso e agora Castanheira de Pêra.

Com o Espaço Registo a partir de amanha Castanheira de Pêra pode, entre outros, aceder aos serviços:

Empresa na Hora – Balcão único que permite criar empresas em atendimento presencial único. 70% das empresas criadas em Portugal são Empresas na Hora. Já foram criadas mais de 75.000 Empresas na Hora. Actualmente, o tempo médio de constituição de uma Empresa na Hora em 35 minutos. Já existem 143 balcões únicos Empresa na Hora espalhados pelo País. 

Casa Pronta – Balcão único que permite realizar de forma imediata todas as formalidades necessárias à compra e venda de casa (prédios urbanos), com ou sem recurso a crédito bancário e outras transacções que envolvam imóveis. Já foram efectuados mais de 42.500 transacções. Já existem 274 balcões únicos Casa Pronta espalhados pelo País.

O Espaço Registos vai funcionar na Rua dos Bombeiros Voluntários em Castanheira de Pêra.

 

22 de Julho de 2009

Gabinete de Imprensa do Ministério da Justiça

 

(=================)

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

 



publicado por Filipe Lopo às 20:42
link do post | favorito
 O que é? |

PEDIDO DE DESCULPA

PEDIDO DE DESCULPA

A todos quantos nos teem contactado desejamos enviar o nosso pedido de descupa pela não actualização do nosso blog atempadamente.

Fica a promessa de que rápidamente serão colocadas as noticias em falta para que todos continuem satisfeitos com o nosso 'trabalho' e, sem duvida, continuem a visitar-nos para tomarem conhecimento das noticias de Castanheira de Pera.

Ficamos gratos pela vossa compreensão, deixando de nosso o nosso pedido de desculpas por todo o atraso.

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 20:35
link do post | favorito
 O que é? |

Quarta-feira, 1 de Julho de 2009
CANDIDATO À AUTARQUIA CASTANHEIRENSE PELO P.S.D PERFILA-SE

FINALMENTE

 

Parece que em Castanheira de Pera, finalmente, já há mexidas politicas em relação ás próximas eleições Autárquicas a realizar a 11 de Outubro de 2009.

Depois da Comissão Política Nacional do PSD ter divulgado a lista de candidatos às capitais de distrito, sabemos que muito em breve será anunciado o cabeça de lista à autarquia Castanheirense.

Ficamos à espera e, desde já, podemos adiantar que a surpresa será agradável e a equipa, dizem-nos sem nada prometer; "capaz de arregaçar as mangas para o bem comum que é o Concelho de Castanheira de Pera".

Aguardamos com ansiedade o anuncio oficial do cabeça de lista pelo Partido Social Democrata à Câmara Municipal de Castanheira de Pera.

 

 

http://fotos.sapo.pt

 

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 00:32
link do post | favorito
 O que é? |

95º ANIVERSÁRIO DE CASTANHEIRA DE PERA

95º ANIVERSÁRIO DE CASTANHEIRA DE PERA

No próximo dia 04 de Julho de 2009 vai celebrar-se o 95º Aniversário do Concelho de Castanheira de Pera.

Eis o programa das festividades:

- Sexta Feira - Dia 03

19H00 – Abertura das Tasquinhas

Baile - RITMOFONIA   

- Sábado – 04 de Julho

09H30 – Hastear Da Bandeira

10H30 – Inauguração da Exposição de Pintura “O Meu Olhar”, na Casa Do Tempo

11H00 - Missa na Igreja Matriz

12H00 – Sessão Solene no Salão Nobre da Câmara Municipal

12H30 – Inauguração da Praceta junto à Vila Praia

12H40 – Inauguração do Mini-Campo Desportivo No Fórum Activo

12H50 – Inauguração do Jardim de Infância de Castanheira de Pera

13H30 – Almoço Convivio para os Castanheirenses no Mercado Municipal (Necessário trazer prato e talheres)

16H00 – Concertinas na Praça (Grupo de Concertinas da Lousã, Sonia Neves e Michel Neves. Os Alegres de Castrª de Pera)

23H00 – Espectáculo - Adelaide Ferreira

00H00 – Baile “El Dourado”

- Domingo – 5 de Julho

22H00 – Organista Martins

Filipe Lopo

filipelopo@sapo.pt

http://fotos.sapo.pt



publicado por Filipe Lopo às 00:30
link do post | favorito
 O que é? |

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Novo endereço - http://ca...

AS SUAS NOTICIAS - O NOSS...

25 de ABRIL de 1974 - 36º...

OS PERIGOS DA INTERNET

VIOLÊNCIA EM DEBATE

CASTANHEIRA DE PERA RECEB...

CARTA DE UMA MÃE PARA OUT...

CORO DE SANTO AMARO DE OE...

TOMADA DE POSSE DOS ELEIT...

DISCURSO DO PRESIDENTE DA...

TOMADA DE POSSE DOS ELEME...

HOJE ESTOU DANADO

ACTO ELEITORAL NA FREGUES...

FUTEBOL DE RUA – ÉPOCA 20...

APANHA DE SEMENTES – PROJ...

GNR de Pombal apreendeu m...

CANYONING - Ribeira de Qu...

“DEUS ABENÇÕE OS PAIS MAU...

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES A...

DISTRIBUIÇÃO DE MANDATOS ...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS 200...

EXPOSIÇÂO NA CASA DO TEMP...

Há Festa em Castanheira d...

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS EM C...

PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA ...

PARTIDO SOCIALISTA - CAND...

"PAISAGENS" EXPOSIÇÃO FOT...

EXPOSIÇÃO DE MOTORIZADAS ...

Iº Torneio de Vólei Praia...

DUAS LUAS A 27 DE AGOSTO ...

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

DIA INTERNACIONAL DA JUVE...

Dia 15 de Agosto a RTP ch...

PSD candidata presidente ...

CASTANHEIRA DE PERA - PS ...

04 de Julho de 2009 - Dis...

04 de Julho de 2009 - Dis...

Festa do Livro volta à Pr...

COMEÇOU A CAMPANHA ELEITO...

JS não integra lista do P...

ULTIMA HORA - MINISTÉRIO ...

PEDIDO DE DESCULPA

CANDIDATO À AUTARQUIA CAS...

95º ANIVERSÁRIO DE CASTAN...

APRESENTAÇÃO DE 70 NOVAS ...

PASSEIO PEDESTRE, ESCONHA...

Stº ANTÓNIO DA NEVE - C...

Memórias do Antigamente l...

XII FESTIVAL DE FOLCLORE ...

TRIANGULACOES de JOSÉ POR...

arquivos

Janeiro 2011

Abril 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

tags

todas as tags

links
Paralaxe

VISITAS

Estadisticas web
blogs SAPO
Pesquisa
 Busca e Pesquisa Evangélica